Motorista de Uber de Maringá é a primeira mulher do Brasil a receber cinco estrelas no aplicativo

13/11/2018 às 17:00. Comente esta notícia!

Depois de um ano e sete meses trabalhando em Maringá como motorista de Uber, ela conquistou um título muito desejado e difícil de alcançar. No dia 3 de outubro ela foi reconhecida como a primeira mulher (e única por enquanto) do Brasil a ser avaliada com nota máxima no aplicativo.

Em Maringá e no Paraná nenhum homem, embora a imensa maioria dos motoristas do aplicativo seja do sexo masculino, conquistou as cinco estrelas do aplicativo, que só vêm depois que 500 passageiros consecutivos atribuem a nota máxima ao motorista, como ocorreu com Glaucia.

Até hoje, apenas homens tinham alcançado a proeza no Brasil. “Quando vi minha nota chegar a 4,97 resolvi me dedicar o quanto pudesse para conquistar a nota máxima. Confesso que minha maior motivação foi mostrar que as mulheres também são muito boas ao volante”, admite Glaucia.

Para conquistar os 500 cliques na quinta estrela do aplicativo, Glaucia conta que precisou focar no relacionamento. “Eu tratava todo mundo da melhor maneira, buscava assuntos interessantes e fora de polêmica. Ficava quieta quando percebia que era isso que o cliente queria, além de manter o carro sempre muito limpo, fazer o melhor trajeto e ser cuidadosa no trânsito”.

Ela diz que nunca pediu avaliação porque essa conduta não é permitida pelo Uber e deve partir dos usuários de maneira espontânea. Pelas ruas de Maringá, Glaucia dirige um Gol G6 que agora tem pendurada no retrovisor a estrela dourada enviada pelo aplicativo.