Morro do Anhangava e Caminho do Itupava são ótimas opções para aventureiros

01/02/2018 às 16:44. Comente esta notícia!

Caminho do Itupava, em Quatro Barras, costuma receber de 1,5 mil a 2 mil visitantes nos finais de semana, segundo estimativa do Instituto Ambiental do Paraná (IAP). Com base nesse dado, a cidade pretende construir um receptivo turístico para potencializar o movimento e gerar renda para empreendedores locais, aproveitando o atrativo exuberante da Serra do Mar.

O projeto prevê investimentos de R$ 819 mil, que incluem uma sede em formato de quiosque, estacionamento para vans e ônibus, um ponto de ônibus, sanitários e praça destinada para realização de feiras livres. O receptivo está previsto para ser construído onde hoje fica o trailer de informações do IAP, no acesso ao Caminho do Itupava e ao Morro do Anhangava. “Ele será um propulsor de novos empreendimentos e novos negócios. Hoje os turistas visitam o local como passagem, e é isto que queremos reverter. Queremos que as pessoas permaneçam mais tempo no município, consumam aqui, desenvolvendo cada vez mais o setor”, aposta Marco Aurélio Bürkner, secretário de Desenvolvimento Industrial, Comercial e Turístico de Quatro Barras.

Para o diretor de Turismo da cidade, Leverci Silveira Filho, a oferta de uma infraestrutura adequada na antiga trilha histórica que liga a capital ao litoral do Estado, além de necessária, deve mexer com os investidores, não necessariamente os grandes. “Em um primeiro momento, imaginamos que os interessados em gerar renda serão os pequenos empreendedores, pela oferta de espaço para feiras livres e pequenos comércios. Com tempo, os investimentos maiores virão”, explica o diretor.

itupava-projeto

A previsão da administração municipal é começar as obras ainda este ano, para ter o receptivo de pé até o início do ano que vem. Na semana passada, um comitê da prefeitura apresentou a proposta para o governo do Estado e, segundo o próprio comitê, a promessa foi a destinação de um recurso de R$ 500 mil, por meio de emenda parlamentar. O restante do montante seria contrapartida da prefeitura.

A ideia da construção do receptivo turístico no Caminho do Itupava faz parte do plano de desenvolvimento do município de Quatro Barras, que também inclui a Estrada da Graciosa. “Queremos encarar o turismo como uma questão econômica, não só com ações pontuais como festas e pedaladas, mas como uma área que possa gerar desenvolvimento, aproveitando que a cidade está próxima do mercado consumidor de Curitiba”, aposta o prefeito Angelo Andreata (PMDB). 

Desapropriação

Segundo o Departamento de Turismo de Quatro Barras, a construção do receptivo turístico prevê a desapropriação de algumas áreas da região do Caminho do Itupava. “São áreas degradadas que serão melhor aproveitadas com o turismo. Quando tudo estiver funcionando, teremos uma melhor recepção para o turista, um cadastro mais fiel e um maior controle das atividades no local”, explica Leverci Silveira. “Além do mais, o IAP deverá usar o local como estação de controle”, finaliza.

De acordo com a prefeitura, enquanto o projeto do receptivo caminha para sair do papel, um processo de licitação para as reformas no acesso ao local da futura obra já está em fase final.

 

 

 

Via: Tribuna do Paraná