Moro diz que não há ‘adolescente com espinhas’ por trás de ataques de hackers: ‘É um grupo criminoso’

19/06/2019 às 12:22. Comente esta notícia!

Ao falar à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado sobre as conversas vazadas com o procurador Deltan Dallagnol, o ministro da Justiça, Sergio Moro, disse nesta quarta-feira acreditar que não há “um adolescente com espinhas” por trás dos ataques de hackers aos aparelhos telefônicos dele, de outros magistrados e de procuradores do Ministério Público Federal (MPF) ligados à Operação Lava-Jato.

— Não é um adolescente com espinhas na frente do computador, mas sim um grupo criminoso estruturado — destacou Moro. — A minha opinião, em particular, embora os fatos estejam sendo investigados, é de que existe um grupo criminoso por trás desses ataques. Afinal, há uma grande quantidade de pessoas que sofreram invasões ou tentativas de invasões, o que aponta para a possibilidade de não ser um hacker isolado.

O ministro também destacou que as mensagens divulgadas até agora são “completamente normais”, embora não possa reconhecer a autenticidade do material revelado pelo site “The Intercept Brasil”. Moro destacou que pode ter dito “algumas coisas” que foram divulgadas, mas que outras lhe causam “estranheza”. Ele disse que o conteúdo pode ter sido adulterado.

Via Jornal Extra