Ao Vivo

Modelo e pai de ator de novela, tigre do Zoo de Curitiba morre aos 20 anos

21/01/2021 às 08:15.

O Zoológico de Curitiba deu adeus ao tigre Tom, que morreu nesta terça-feira (19) depois de quase 20 anos de vida. O tigre, que era um dos animais mais procurados do Zoo de Curitiba, vivia por lá desde 2014 e foi até pai de ator de novela. E modelo de ilustrações.

Tom desempenhou papel fundamental no trabalho de Educação Ambiental da instituição. De acordo com a equipe técnica, o tigre vinha apresentando doença renal e pancreatite crônicas.

“Era um animal idoso, com quase 20 anos de vida, quatro anos além da expectativa em cativeiro e quase o dobro do que um exemplar da espécie vive na natureza”, lembrou o diretor de Pesquisa e Conservação da Fauna da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Edson Evaristo.

morre-tigre-tom-zoo-curitiba-2
Foto: divulgação / Prefeitura de Curitiba.

Pai de ator e famoso entre visitantes

Tom chegou ao zoo em 2014, destinado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), vindo de um mantenedor de fauna. O casal de mantenedores teria adotado Tom e outra tigresa após vê-los trabalhando em um circo, conforme contaram em uma matéria veiculada no programa Mais Você, ainda em 2012.

Tom e a tigresa tiveram três filhos e, o que ganhou o nome do pai chegou a ser ator de novela. Seu recinto sempre foi um dos mais procurados pelos visitantes do zoo de Curitiba – em sua grande maioria, crianças em visitas escolares, como as atividades do programa Linhas do Conhecimento da Secretaria Municipal da Educação.
Tom também acabou se tornando parte importante para a eternidade. Ele aparecia, frequentemente, nas ilustrações de Antônio Marcílio Medeiros, chamado carinhosamente de Tarzan, um dos tratadores de animais da instituição.

ilustracao-tigre-tom-zoologico
Foto: Daniel Castellano/SMCS

Ciclo da vida no Zoo

A morte do tigre Tom é mais uma lamentada pelo Zoo de Curitiba, que fica no Alto Boqueirão. No ano passado, a equipe do Zoológico se despediu do leão Simba, que chegou ainda filhote ao zoo e viveu por 18 anos. Assim como Tom, Simba já havia ultrapassado a expectativa de vida da espécie fora da natureza, que é de 13 anos, e morreu com sinais de envelhecimento.

Via: Tribuna Do Paraná