Ao Vivo

Mike Tyson usava xixi do filho bebê em prótese peniana para fraudar antidoping

11/11/2020 às 08:13.

Foto: Reprodução/Instagram

Mike Tyson, 54, revelou como fazia para fraudar os exames antidoping quando estava na ativa. Em seu podcast, Hotboxin’ with Mike Tyson, ele afirmou que usava uma prótese peniana e usava a urina de outras pessoas de sua família, incluindo do filho bebê e da própria mulher.

“Eu coloquei a urina do meu bebê nele [no pênis falso]”, revelou ao convidado Jeff Novitzky, vice-presidente de saúde e desempenho do atleta do UFC. “E, às vezes… uma vez eu usei a urina da minha esposa e ela disse: ‘Amor, é melhor você torcer para que [o teste] não volte [dizendo que] grávida ou algo assim’.”

Foi aí que o filho bebê passou a ser a primeira opção. “Eu disse: ‘Não, então não vamos mais usar você, vamos usar o garoto’. Porque eu fiquei com medo de que o resultado desse que ela estava grávida… Era disso que eu tinha medo.”

Tyson, que já admitiu fazer uso de cocaína e maconha quando ainda era atleta, não especificou a qual de suas esposas estava se referindo. Ele foi casado com Robin Givens de 1988 a 1989 e com Monica Turner de 1997 a 2003. Desde 2009, é casado com Lakiha Spicer.

O pugilista recentemente anunciou que vai voltar aos ringues para uma luta contra Roy Jones, 51. Inicialmente programada para setembro, a exibição foi remarcada para o dia 28 deste mês e faz parte de um projeto encabeçado por Tyson para incentivar atletas mais velhos a retornar aos seus esportes.

Ele competiu profissionalmente entre 1985 e 2005, tendo 50 vitórias (sendo 44 por nocaute) e 6 derrotas na carreira. Jones tem no currículo 66 vitórias e 9 derrotas.

Via: Tribuna Do Paraná