Ao Vivo

“Meme do caixão” ganha rua na RMC pra conscientizar do uso de máscara. Veja vídeo!

06/05/2020 às 08:17.

Dançarinos durante performance em Araucária. Foto: Marco Charneski/ colaboração O Popular do Paraná.

Inspirado no meme internacional dos carregadores de caixão dançarinos de Gana, na África, o jornal O Popular, de Araucária, e a Companhia de Teatro Senhores Furtado realizaram uma intervenção artística no centro da cidade da região metropolitana na manhã desta terça-feira (5). Os artistas fizeram uma pequena caminhada de aproximadamente 20 minutos e distribuíram máscaras de pano, chamando a atenção de quem estava na rua.

A iniciativa partiu do proprietário e editor do jornal O Popular, Waldiclei Barboza. “A gente está acompanhando bem essa questão do coronavírus com viés local e queríamos fazer uma pegada educativa com esse meme do caixão, uma intervenção artística”, explica Barboza. A ação contou também com apoio de duas funerárias da cidade, que cederam o caixão.

O objetivo a ação, segundo o editor do jornal, não era fazer graça. A proposta era fazer com que o meme popular desse o recado para que as pessoas se cuidem durante a pandemia. A ação ocorre justamente na cidade em que uma mulher morreu com um tiro após discussão entre um cliente que se negou a entrar em um supermercado de máscara e um segurança.

“A gente fez uma faixa que deixava claro que era uma intervenção artística. Tínhamos a preocupação de que as pessoas entendessem a ação como algo pejorativo mas isso não aconteceu”, esclarece. Durante a apresentação, duas pessoas que acompanhavam os dançarinos distribuíram máscaras a quem estava desprotegido.

Para Jester Furtado, diretor da Companhia de Teatro Senhores Furtado, o momento foi importante também para aliviar a tensão dos últimos dias. “Acho que o momento que estão passando é tão pesado e decidimos quebrar um pouco isso com uma mensagem irreverente, mas com conteúdo importante”, conta o diretor.

Durante a ação, os dançarinos higienizaram o caixão antes e depois com álcool gel 70%. Os artistas também utilizaram máscaras de proteção e luvas na performance.

Meme de Gana

O vídeo dos carregadores de caixão dançarinos se transformou em meme internacional. Ao som de música eletrônica, os dançarinos aparecem nas redes logo após um anúncio de uma tragédia iminente. Com a pandemia do coronavírus, o meme tem sido lembrado toda a vez que as pessoas desrespeitam o distanciamento social.

O serviço funerário performático de Gana pode custar em torno de R$ 800, de acordo com o jornal El País. No país africano, é comum a celebração durante o funeral quando a morte acontece após os 60 anos, já que a expectativa de vida no país é baixa.

Via: Tribuna Do Paraná