Ao Vivo

Médico do ES gravou vídeo antes de morrer em abrigo no RS: ‘vamos ajudar nossos irmãos que estão precisando’

14 de maio de 2024

Foto: Reprodução/Redes sociais

Por g1

O médico cardiologista Leandro Medice, de 41 anos, encontrado morto em um abrigo de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul na manhã desta segunda-feira (13), estava fazendo a sua primeira missão humanitária. Antes de viajar para o estado que foi atingido pela tragédia da chuva, o profissional compartilhou vídeos falando sobre o desejo em ajudar as vítimas das chuvas e disse estar “ansioso”.

“Ei pessoal! Hoje eu estou fazendo uma coisa diferente. Pela primeira vez, eu vou partir para uma missão humanitária. O Sul está precisando da gente. Então, saí um pouco da minha rotina, do conforto do consultório. A cirurgia acabou agora pouco, a gente já emendou. São 4h da manhã agora. A gente tá indo pra lá ajudar os nossos irmãos que estão precisando. Eu vou tentar passar pra vocês aqui a real situação que está lá até mesmo pra gente conseguir juntar mais forças pra ajudar o pessoal, que está precisando em meio a essa catástrofe no Sul. Assim que eu conseguir, eu mostro tudo que está acontecendo e vamos juntos nessa missão. Conto com a oração de vocês pra gente juntar forças e ajudar o máximo de pessoas que a gente conseguir. “, disse na publicação.

Entre os comentários que Medice recebeu de incentivo ao trabalho, um deles foi da própria mãe, Andrea Medice. No domingo, quando ele viajou, era celebrado justamente o Dia das Mães. Ele deixou a mãe em casa para ir ajudar as vítimas da chuva.

Leia mais