Mais um canil irregular é descoberto em Curitiba e 36 cães de raça são apreendidos

 

Após denúncia recebida pela Central 156, da Prefeitura de Curitiba, fiscais da Rede de Proteção Animal e agentes da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), da Polícia Civil, localizaram, na manhã desta sexta-feira (31), mais um canil irregular em funcionamento na cidade.

Ao todos, foram resgatados 36 cães das raças yorkshire e lhasa apso que estavam em condições de maus tratos em uma residência do bairro Xaxim. Após receberem avaliação preliminar e microchip de identificação, eles ficarão sob a guarda da ONG Somos Amigos dos Animais, até a conclusão do processo.

Os responsáveis foram multados em R$ 18 mil por comércio ilegal e levados à delegacia para prestar esclarecimentos. De janeiro a maio, a Rede de Proteção resgatou 378 cães de situações de maus-tratos e comércio.

 

Denuncie

Este é o terceiro canil clandestino flagrado desde o início das operações conjuntas com a DPMA, em fevereiro deste ano. O caso mais recente foi descoberto no último dia 20, quando equipes da Rede de Proteção encontraram 17 cães da raça yorkshire em condições de maus tratos.

A chefe da Rede de Proteção Animal, Vivien Midori Mowikawa, lembra que a população pode denunciar esse tipo de prática pela Central 156. “Mas uma das formas mais eficientes de se coibir a venda ilegal e os canis clandestinos é optar pela adoção, ao invés da compra de animais”, pondera.

A Prefeitura conta com uma campanha permanente de adoção de cães e gatos no Centro de Referência para Animais em Situação de Risco (Crar). O centro fica na Rua Lodovico Kaminski, 1.381, CIC, e funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 16h30. Aos sábados, domingos e feriados o atendimento acontece das 9h às 12h e das 13h30 às 15h30.

 

 

CONFIRA MAIS NOTÍCIAS NO SITE DA TRIBUNA DO PARANÁ