Ao Vivo

Mãe realiza sonho de intercâmbio do filho vendendo 300 kg de latinhas

14/02/2017 às 09:47.

O estudante está na Finlândia desde agosto de 2016 e hoje ele já fala inglês, sueco e está aprendendo francês.

A dona Isabel Isabel Cristina Fernandes, de 51 anos, conseguiu realizar o sonho do filho, Pedro, de 18 anos, de estudar em um intercâmbio na Finlândia vendendo latinhas, alumínio e plástico.

Moradora de Picuí, na Paraíba, ela e o marido, Milton Viana, arrecadaram mais de R$ 1,2 reais coletando material reciclável. Quando conversava com a mãe sobre seu futuro, Pedro comentava o sonho de morar em outro país para fazer intercâmbio: “Eu ainda vou para longe, ainda vou voar, morar em outro país”.

Só havia uma maneira de Pedro conseguir isso. Antes, ele precisaria fazer um curso de idiomas. O problema é que dona Isabel teria que usar todo seu dinheiro para bancar o curso. Como ela tem poucos recursos, faltaria dinheiro até para comer.

Então, Pedro começou a estudar por conta própria, na internet. “Assistia seriado sozinho e sempre cantava inglês, para aprender”, contou Isabel. Quando uma mulher de Taiwan se hospedou no clube dos Magistrados da Paraíba, onde dona Isabel trabalha há 24 anos, todos ficaram impressionados com a desenvoltura do garoto para falar em inglês.

o intercâmbio foi conquistado com muito esforço
Pedro conseguiu realizar sonho de intercâmbio na Finlândia (Foto: Pedro Fernandes/Acervo Pessoal)

A mãe inscreveu o filho no programa de intercâmbio da associação Rotary. Após fazer a prova, ele foi classificado em oitavo lugar. Enquanto preparava a papelada, dona Isabel viu que não teria condições de pagar os custos da viagem. “Quando eu vi o que tinha que pagar eu pensei que ele não ia mais”, pensou dona Isabel.

Pedro também foi aprovado no curso de Relações Internacionais, na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Ele deve começar o curso quando voltar ao Brasil, no final do mês de julho deste ano.

o intercâmbio só aconteceu devido ao esforço dela
Isabel trabalha na Associação de Magistrados da Paraíba há 24 anos (Foto: Isabel Cristina/Arquivo Pessoal)
Via: Razões Para Acreditar