Ao Vivo

Mãe que doou coração de filho a criança alagoana engravida e faz homenagem na escolha do nome

08/05/2019 às 08:33.

Lorenzo ainda nem nasceu, mas a escolha de seu nome carrega uma forte memória e é resultado de uma homenagem à história de seu irmão Enzo, que morreu afogado na piscina em 2018, e de Lorena, que recebeu o coração dele em um transplante por causa de uma doença rara.

A filha dos alagoanos Larissa e Renato, que precisou usar dois corações artificiais por conta de uma miocardiopatia (doença que limita o funcionamento do coração) durante meses, recebeu o coração de Enzo doado pelos pais Magda e Leosvaldo Rodrigues, que moram em São Paulo.

O transplante foi realizado no Instituto do Coração (Incor) no estado de São Paulo, há pouco mais de um ano. Dias depois, as famílias se conheceram pessoalmente após entrarem em contato através de redes sociais.

“Dois dias depois da cirurgia, a Magda entrou em contato comigo através do Facebook. Foi uma mistura de alegria e de tristeza porque eu também pensava no lado deles, de como eles estavam se sentindo. Diante de tanta dor, eles ainda pensaram no próximo. Quando a Lorena teve alta, ficamos na casa da minha tia [em São Paulo] e aí eles foram lá”, contou a mãe da Lorena, Renata Farias.

Na última semana, Magda e Leosvaldo vieram a Maceió com o filho mais velho, Victor Hugo, 11, pela primeira vez para visitar a pequena Lorena, que tem dois anos de idade.

Famílias foram unidas por meio do transplante de coração da Lorena — Foto: Matheus Tenório/G1

Famílias foram unidas por meio do transplante de coração da Lorena — Foto: Matheus Tenório/G1

Grávida de cinco meses, Magda contou ao G1 que a ideia de unir os nomes das duas crianças como uma homenagem partiu de Victor.

“A gente ama os dois. Como a Lorena ia ter uma nova vida, uma nova chance, eu pensei: ‘se o Enzo tem uma parte ainda aqui, vamos juntar os dois’. Eu perguntei se a gente podia pôr e foi fácil a aceitação”, falou Victor.

A revelação de como foi a escolha do nome do bebê pegou os pais de Lorena de surpresa durante a entrevista, que ficaram emocionados com a notícia.

“Estou muito grato a Deus por ter reencontrado essa família maravilhosa, de coração enorme. Estou muito feliz por eles estarem junto conosco aqui em Maceió. Tenho tamanha gratidão por eles terem tomado essa atitude. São pessoas ótimas. As portas estão abertas”, afirmou o pai de Lorena, Renato Torres.

Enzo foi vítima de um afogamento em uma piscina de um condomínio em São Paulo. Ele estava com mãe e o irmão, utilizando um andador. O menino chegou a ser socorrido e levado para um hospital da cidade pelo Corpo de Bombeiros. Ele foi internado, mas não resistiu.

Menina Lorena aguarda transplante de coração no Incor

Menina Lorena aguarda transplante de coração no Incor

O diagnóstico

Lorena nasceu em 21 de fevereiro de 2017 em Maceió. Aos seis dias de vida, a mãe dela, Larissa, percebeu que havia algo estranho na respiração da criança, que estava bastante ofegante.

Ela ficou quase um mês internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de uma unidade de saúde da capital alagoana, quando os profissionais não conseguiram descobrir o problema. Ela foi para São Paulo onde foi diagnosticada com miocardiopatia dilatada e depois recebeu o transplante de coração.

 Via: G1