Lula diz em carta que PT e militâncias sociais continuarão a lutar pelo Brasil

02/01/2019 às 09:12.

O ex-presidente Luiz InácioLula da Silva, preso na sede da Polícia Federal, em Curitiba, reafirmou em uma carta de Ano Novo escrita para militantes e apoiadores que o Partido dos Trabalhadores ( PT ) e as militâncias sociais continuarão a lutar pelo Brasil neste ano. No texto, Lula afirma que o objetivo do PT em 2019 será a defesa do povo brasileiro.

Lula foi homenageado em sete escolas do Norte e Nordeste Foto: Pedro Kirilos / Agência O Globo 15/09/2016

“E não vamos desistir de lutar por um Brasil melhor e por um mundo de paz. Ao longo da história, o povo brasileiro soube enfrentar grandes desafios e injustiças. Por mais duras que fossem as condições, jamais nos curvamos às tiranias (…) Defender o direito a saúde e educação de qualidade. Ao emprego e à oportunidade de estudar e trabalhar em paz por um Brasil melhor”, destacou.

Segundo a carta do ex-presidente, o país precisa retomar o desenvolvimento com inclusão social. Ele diz que a solução está na transferência de renda, com geração de emprego e investimento público e privado.

“O Brasil precisa mudar, sim, mas mudar para melhor. E isso só vai ser possível garantindo a democracia plena; em que seja livre o direito de organização, de manifestação e de expressão”, disse Lula em outro trecho da carta.

Na carta, Lula voltou a criticar sua prisão. O ex-presidente argumenta que foi condenado sem provas e sem direito a um julgamento justo.

“Em 2018, nós lutamos nas urnas para mudar esta situação de forma democrática. Mas fizeram de tudo para impedir que os eleitores se pronunciassem livremente. A começar pela proibição ilegal da minha candidatura, desrespeitando a vontade da maioria e até uma decisão da ONU que garantia meus direitos políticos”, argumentou Lula.

O ex-presidente está preso na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, desde o dia 7 de abril de 2018.