Luciano Huck é o novo sócio da rede de restaurantes Madero

18/09/2017 às 08:35.

Apresentador adquiriu 5% da rede que conta com 103 restaurantes

O apresentador Luciano Huck é o novo sócio do Madero, do empresário e chef paranaense Junior Durski. Neste domingo (17) o colunista Lauro Jardim, de O Globo, publicou que 5% da rede foi adquirida pela empresa do apresentador, a Joá Investimentos.  Na segunda-feira (11) o apresentador havia visitado a fábrica de hambúrgueres e pães da rede em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais. Na ocasião, Junior Durski negou o fechamento da sociedade, apenas disse que a operação estava sendo analisada.

O apresentador visitou a fábrica do Madero, em Ponta Grossa, na segunda-feira (11). (Foto: Reprodução/Instagram)

O apresentador visitou a fábrica do Madero, em Ponta Grossa, na segunda-feira (11). (Foto: Reprodução/Instagram)

A reportagem do Bom Gourmet apurou que uma festa de lançamento já estaria agendada para o dia 26 de setembro, no Village Mall, no Rio de Janeiro, onde existe uma unidade do Madero. A comemoração teria a presença de Luciano e da mulher Angélica.

Na segunda (11), o apresentador publicou uma série de fotos e vídeos no Instagram durante a visita à fábrica em Ponta Grossa. O empresário Junior Durski também postou fotos ao lado de Huck. Inclusive em uma das fotos o apresentador aparece ao lado do diretor de operações do Madero, Rafael Mello, com a legenda “super time”.

Busca de parcerias

Desde 2014, Durski busca um parceiro para concluir o plano de expansão da rede de hambúrgueres dentro e fora do país. O plano de vender parte da empresa chegou perto de ser consolidado com o interesse de três fundos diferentes, mas acabou não ocorrendo.

Em 2014, Durski tentou vender 33% da participação do negócio ao 2bCapital, fundo criado pelo Bradesco em parceria com o português Banco Espírito Santo. O acordo não avançou com o colapso do banco português, um dos pivôs do escândalo da operadora Oi, que depois viria a ser salvo pelo governo daquele país. Em 2015, conversas com o fundo de investimentos Actis não avançaram, e o empresário optou por emitir debêntures de R$ 88 milhões – compradas pela paulistana HSI.

Durski e Luciano Huck

Via: Gazeta Do Povo