Ao Vivo

Ligação, áudio ou texto? as regras de etiqueta para conversas por WhatsApp no ambiente de trabalho

10 de junho de 2024

Foto: Divulgação

Por g1

Você é do time que detesta enviar e receber mensagens de voz ou do que manda “podcasts” diários aos amigos? No Brasil, o segundo parece estar ganhando: os brasileiros enviam quatro vezes mais áudios no WhatsApp do que em qualquer outro país do mundo. Foi o que contou Mark Zuckerberg, dono da plataforma, que inclusive se referiu ao app como ZapZap (do jeito que os brasileiros gostam de chamar).

O aplicativo de mensagem deixou de ser um meio de conversar apenas com amigos e familiares e passou a envolver todos os aspectos da vida das pessoas, até o trabalho. Com isso, também surgiram “regras” ou “boas práticas” de como se comunicar por ele (veja dicas abaixo).

“Estamos vivendo a ‘plataformização’ das conversas cotidianas. As redes sociais oferecem funcionalidades que nos apropriamos e isso passa a conformar as nossas práticas e, sobretudo, a nossa comunicação”, explica ao g1 Issaaf Karhawi, do núcleo de pesquisa de comunicação e mídias digitais da USP (Universidade de São Paulo).

Segundo a pesquisadora, conforme uma sociedade passa a utilizar uma nova ferramenta para se comunicar, novos contratos e arranjos sociais surgem.

“Como resultado disso, nós começamos a desenhar uma ‘conduta ética’ entre as plataformas. O que se espera em cada uma delas e como nos apresentamos em cada uma”, diz.

Leia mais