Justin Bieber é diagnosticado com doença de Lyme

09/01/2020 às 11:10.

O site americano TMZ noticiou nesta quarta-feira (8) que Justin Bieber foi diagnosticado com a doença de Lyme em 2019. O cantor confirmou a informação através de um post no Instagram.

“Enquanto muitos ficavam dizendo que ‘Justin Bieber está horrível’ ou usando drogas, eles não perceberam que recentemente fui diagnosticado com a doença de Lyme. Não apenas isso, eu tive um caso crônico de mononucleose que afetou a minha pele, meu cérebro, minha energia e minha saúde no geral”, escreveu.

A informação veio à tona depois de uma fonte da publicação americana assistir à série documental “Seasons”, que mostra os bastidores da vida de Bieber, inclusive os períodos difíceis que enfrentou nos últimos anos. O cantor também falou sobre o vídeo, que será lançado no dia 27 de janeiro, no post.

“Essas coisas serão explicadas na série documental que eu vou colocar no YouTube em breve. Vocês vão poder saber sobre tudo que estou lutando e superando”, continua.

Segundo o site, os médicos não conseguiam diagnosticar a doença que o cantor sofria até o final do ano passado. “Justin estava realmente enfrentando uma depressão extrema porque estava sofrendo e ninguém sabia o que havia de errado com ele”, diz a matéria do TMZ.

Com o diagnóstico correto, Bieber está se tratando com os remédios adequados e se prepara para lançar um disco e sair em turnê em 2020. A primeira faixa, “Yummi”, foi lançada na última sexta-feira (3).

A enfermidade é causada por uma bactéria transmitida pela picada de carrapato e pode afetar todos os sistemas do corpo humano.

A doença foi descoberta na década de 70, na cidade de Lyme, em Connecticut, nos Estados Unidos. Ela costuma ter início com uma lesão na pele e, depois, pode causar sintomas semelhantes a uma virose, como dores na cabeça e febre. Posteriormente, o paciente pode ter manifestações na pele, nas articulações, no sistema nervoso ou no coração.

Avril Lavigne também contraiu a doença e parou a carreira durante cinco anos para se tratar. “Eu passei os últimos anos casa doente lutando contra a Doença de Lyme. Estes foram os piores anos da minha vida enquanto eu passava por batalhas físicas e emocionais”, contou Avril.
Via: G1