Jovem só descobre que estava grávida após acordar do coma, com a filha já nos braços

19/02/2019 às 09:09.

Em dezembro do ano passado, a estudante Ebony Stevenson, 18, sentiu o que parecia ser uma simples dor de cabeça. No entanto, em seguida, uma série de convulsões fez com que ela fosse socorrida às pressas em Manchester, no Reino Unido. A mãe, Sheree, 39, disse que durante a crise, a barriga da filha ficou inchada de forma repentina. Quando os paramédicos perguntaram se Ebony estava grávida, Sheree negou. Chegando ao hospital, ela precisou ser colocada em coma induzido.

Em seguida, alguns exames revelaram que a jovem tinha sofrido uma pré-eclâmpsia. Os médicos acreditavam que as convulsões haviam causado a movimentação do bebê, tornando-o visível. Ebony precisou passar por uma cesárea de emergência e Elodie nasceu no dia 3 de dezembro. No entanto, a jovem mãe só acordou do coma 3 dias depois. Foi quando ela descobriu que tinha dado à luz a uma menina. Segundo a família, inicialmente Ebony pensou que fosse um engano, mas depois de entender a situação, logo se apegou à filha.

Ebony levou um susto quando acordou do coma e soube que tinha uma filha (Foto: SWNS: SOUTH WEST NEWS SERVICE)

Segundo a mãe, durante toda a gravidez, Ebony não perdeu um dia de aula, não desenvolveu uma barriga e nem teve enjôos matinais. Os médicos descobriram que ela sofre de uma condição rara, em que a pessoa tem dois úteros, o que explica o fato de a gravidez ter passado despercebida. A condição afeta, em média, uma a cada 3 mil mulheres.

“Conhecer meu bebê foi tão surreal. Parecia uma experiência fora do corpo. Eu não achava que sequer queria filhos – pelo menos não por dez anos – e nunca esperei ser uma mãe jovem”, disse Ebony ao Star. “Os médicos disseram que Elodie é um bebê milagroso, já que as mulheres com a minha condição muitas vezes lutam para engravidar”, conclui.

Via: Revista Crescer