Jovem infrator passa em 1º no ENEM e ganha bolsa integral

26/02/2019 às 09:02.

Outra chance para recomeçar. Foi assim para um jovem interno da Fundação Casa de Limeira, no interior de São Paulo, passou em primeiro lugar no ENEM e ganhou uma bolsa integral para a universidade.

“Todo mundo cai. Basta levantar… É você mesmo quem decide se vai levantar ou ficar no chão. E eu quis levantar”, disse o estudante ao G1.

Ele tem 18 anos e agora, vai cursar Educação Física com bolsa integral pelo Programa Universidade Para Todos, o Prouni.

A dedicação aos estudos veio desde o momento em que deu entrada na Fundação Casa, em setembro de 2018.

Apesar de já ter concluído o ensino médio, o adolescente optou por frequentar as aulas oferecidas no local como forma de reforço escolar.

“Foi uma coisa que eu não acreditava, assim. Eu queria muito passar, mas sabe quando você quer as coisas mas não acha que vai dar certo?”, pergunta.

O curso superior será feito à distância por meio de videoaulas com algumas atividades presenciais. Quando elas chegarem, não haverá mais grades por perto: a expectativa é que em dois meses o jovem esteja em casa novamente.

Segundo a agente educacional Andreza Tavares, que acompanhou o processo, a equipe identificou nele um potencial desde o início, realizando um trabalho paralelo no contraturno escolar.

Incentivo

O trabalho deu resultado, e hoje o jovem se tornou um exemplo para os outros internos.

“Está havendo um reflexo positivo de adolescentes que não davam tanto valor aos estudos falarem “nossa que bacana, talvez eu também consiga’”, explica Andreza.

Apesar de não acreditar que seria capaz de conquistar uma vaga em universidade, o jovem recebeu muito apoio de toda a equipe da instituição.

Mas o principal incentivo veio dos pais.

“Ao invés de eu tacar pedra, falar algo pra ele que não incentivasse, foi o contrário: eu fiz o possível pra que ele se sentisse encorajado pra que ele não desistisse, que isso tudo ia ter um fim, ia acabar. E acabou da melhor forma possível” diz a doméstica Juliana de Moraes, mãe do adolescente.

Segundo o interno, quem mais “pegava no pé” com os estudos era o pai, que considera os estudos a base de tudo.

“Eu quero que ele seja alguém né. Pelo estudo é tudo mais fácil”, salienta Dirceu Rodrigues, que é encarregado de terraplanagem.

O Estado de São Paulo tem atualmente 7 mil internos no total de todas as unidades da Fundação Casa. Destes, só 307 participaram do Enem em 2018 e 47 deles tiveram pontuação suficiente para serem classificados para o Prouni.

Com informações do G1