Ao Vivo

Jovem curitibano cria rede de solidariedade e consegue doações para Ecocidadão

05/05/2020 às 09:50.

Fotos: Divulgação

Matheus Germano Lara, jovem curitibano de 25 anos, é estudante de Gestão Pública na Universidade Federal do Paraná (UFPR) e o responsável por formar uma grande rede de solidariedade durante a pandemia da covid-19. Entre os beneficiados pela iniciativa estão associações do programa Ecocidadão, da Prefeitura de Curitiba.

Cestas básicas compradas em pequenos mercados, móveis e roupas são alguns dos itens arrecadados por Matheus, com o valor doado por empresários, em geral amigos de amigos, com contatos feitos por grupos de mensagens.

“Eu já tinha projetos para ajudar essas comunidades, mas eles ganharam mais corpo nesse momento, em que essas pessoas precisam ainda mais de solidariedade”, conta.

Matheus, que também é vendedor autônomo e especialista em marketing, explica que a opção pelos mercados de bairro, em geral próximos às associações e grupos atendidos pelas doações, tem o objetivo de fomentar o comércio local.

“Quero começar a propor um esquema de descontos para quem quiser doar, estimulando a compra nestes locais”, completa o estudante.

Gerar independência

A intenção, conta o jovem, é continuar com o trabalho após a crise do coronavírus.

“Depois que isso tudo passar, pretendo focar no meu objetivo inicial que é o de gerar independência para essas pessoas, para que esses grupos não fiquem tão dependentes de doações em situações como essa”, explica.

E a independência, acredita, passa pelo ensino de habilidades como gestão, marketing, vendas, linguagens de programação e idiomas, tanto para os trabalhadores quanto para os seus filhos.

“Quero ensinar também sobre a importância da boa alimentação e estimular o cultivo dos alimentos. Passar fome dificulta tudo”, finaliza.

Além dos associados do Ecocidadão, o estudante atende catadores independentes de materiais recicláveis, além de refugiados e outras comunidades carentes.

Balanço

Desde o início da pandemia até agora, Matheus acredita que já tenham sido compradas no comércio local e doadas às associações do Ecocidadão mais de 200 cestas básicas.

“Ele também conseguiu produtos de hortifruti e outros insumos tanto para catadores do Ecocidadão como para catadores independentes, tem sido uma grande ajuda para os nossos trabalhadores”, enumera a gerente de Educação Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente, Leila Maria Zem.

Mais iniciativas 

Leila, responsável pelos contratos das associações, destaca outras doações e grupos que se mobilizaram para ajudar o Ecocidadão. “Foram remessas de álcool em gel, máscaras de tecido, face shields e outros insumos fundamentais para a segurança do trabalho”, diz.

Produtos vieram de campanhas do Instituto Paraná Lixo Zero, além da Associação Tudo pela Vida, Truck Help e universidades como a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e outros voluntários individuais.

Como ajudar?

Interessados em colaborar com o Ecocidadão, podem procurar a gerência de Educação Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente pelo telefone 3350-8508.

Para ajudar Matheus, o contato pode ser feito via redes sociais pelos seus canais em redes sociais https://www.facebook.com/reciclajuda/, WhatsApp (41) 99770-2517 e e-mail matheusgermano1@gmail.com.

Via: Prefeitura De Curitiba