Ao Vivo

Inspiração: jovem que era cortador de cana se forma em Medicina

23/03/2021 às 08:18.

A história de Wellington tem inspirado muitos jovens a lutarem por seus objetivos. – Foto: reprodução Instagram

De cortador de cana a médico. A trajetória de Wellington Gomes se tornou uma grande inspiração para jovens carentes que sonham grande!

Do interior de Pernambuco, o estudante passou a vida inteira na roça, onde trabalhava cortando cana de açúcar para ajudar no sustento da família.

O esforço para mudar de vida e o apoio essencial dos pais fizeram Wellington ganhar força, prestar vestibular para a Faculdade Pernambucana de Saúde da Universidade de Pernambuco  – FPS/UPE e ser aprovado no curso que tanto querida: Medicina!about:blank

Hoje o rapaz está prestes a se formar e fez questão de compartilhar sua vitória no Instagram. A publicação viralizou e inspirou muita gente a nunca desistir de um objetivo, por mais difícil que ele pareça!

Estudo sempre foi prioridade

Filho mais velho de uma família de cinco irmãos, Wellington não se lembra exatamente com quantos anos começou a trabalhar para ajudar no sustento da casa.

Desde pequeno ele cortava cana em um engenho na zona rural de Ribeirão com o pai. Mesmo com o trabalho ocupando grande parte do dia, o garoto não deixava de lado os estudos.

“No ensino fundamental, eu estudava à tarde e um ônibus da Prefeitura ia lá [no engenho] buscar a gente [para a escola].

Só que no ensino médio, passei a ter dias alternados, eram dois dias semi-integrais e nos outros dias era só de manhã, aí a gente tentava conciliar [os estudos com trabalho] assim.”

Ele conta que durante o ensino médio fazia o percurso de onde morava até a escola de bicicleta, uma distância média de 7 km.

Caminho do Sucesso

Wellington começou a fazer planos desde cedo para a vida dele. O jovem aplicava nos estudos, uma meta que ele batizou de “caminho do sucesso”. E foi essa meta que deu mais força para ele nunca desistir da Medicina.

Ele conta que para se inscrever no vestibular, precisou cortar cana com o pai por muitas horas seguidas.

“Trabalhamos até mais ou menos 16h em um lugar chamado Engenho São Pedro e com o dinheiro pagamos o boleto do ssa e um papel de energia. Foi o dia todo. Foi sofrido. Foi um dos primeiros momentos em que acreditaram em meu sonho”, disse Wellington, que acrescentou:

“Eu sou o resultado de muita determinação, mas também de uma soma de esforços de diversas pessoas, como meu querido pai, que sempre acreditaram em meu potencial”, escreveu o estudante.

A publicação de Wellington viralizou e ele disse estar muito feliz de poder inspirar outros jovens carentes a seguirem seus sonhos.

Por Monique de Carvalho, da redação do Só Notícia Boa – Com informações de Folha de Pernambuco.

Via: Só Notícia Boa