Ao Vivo

Homem que largou vício malhando quer abrir academia gratuita para carentes

26/07/2021 às 08:26.

Marcos Luvinha largou a dependência em cigarro e bebida malhando e quer ajudar outras pessoas – Fotos: arquivo pessoal

Sabe quando você vence e quer ajudar outras pessoas a vencerem também? Este é o sonho de um motorista de ônibus que largou o vício – a dependência do cigarro e da bebida alcoólica – depois que passou a malhar. Hoje, 10 anos depois, ele é saudável, forte e feliz.

Marcos Paulo – conhecido como Marcos Luvinha – fumava duas carteiras por dia e tomava rum e cachaça diariamente. Ele fumou dos 15 até os 33 anos e teve uma hemorragia no estômago, provocada por uma úlcera. O médico mandou parar de fumar e de beber.

Ele tentou várias vezes, mas só conseguiu depois que começou a fazer atividades físicas. De lá pra cá, Marcos malha todo dia, religiosamente e procura levar a experiência de vida dele para ajudar outras pessoas a vencerem a dependência também.

“Malhar faz o cérebro liberar endorfina no corpo, um hormônio que dá sensação de recompensa e bem-estar. Foi isso que me ajudou a parar com aqueles vícios que prejudicaram tanto a minha saúde”, disse Marcos Paulo de Oliveira Matos em entrevista ao Só Notícia Boa.

Como começou a fumar

O menino que nasceu em Santos, no Litoral Sul de São Paulo foi para Fortaleza quando a mãe se separou do pai dele. Marcos trabalha desde os 12 anos de idade. Começou vendendo jornal na rua e pouco tempo depois, por influência das pessoas, começou a fumar.

E ele era um palito. Mesmo com 1,80 metro de altura, Marcos pesava 60 quilos antes dos 30 anos.

E a mudança que teve, depois de largar a dependência, foi interna e externa. Hoje, com 43 anos, Marcos Paulo tem 98 kg e muita massa muscular.

E é justamente trabalhando como motorista de ônibus que ele vê muita gente fumando e bebendo pelos bairros carentes por onde passa.

Marcos sabe que elas não teriam dinheiro para pagar uma academia e ajudar a abandonar o vício.

“50, 100 reais de mensalidade de academia nem todo mundo tem para pagar. É dinheiro que sai da boca da família. Essas pessoas têm que pagar aluguel e por comida dentro de casa”, lembrou.

O sonho da academia gratuita

Por isso Marcos Luvinha está mobilizando empresários e profissionais de educação física na cidade. Ele pede ajuda para abrir uma academia gratuita num bairro carente de Fortaleza.

“Eu preciso conseguir um local para levantar a academia gratuita e também os aparelhos. A ideia é conseguir doação de aparelhos usados, das academias que trocam por mais modernos. Também vou precisar de professores voluntários para orientar os alunos”, planeja.

Para realizar o sonho de levantar a academia gratuita, Marcos Paulo conta apenas com a boa fama que tem na cidade, de homem generoso e altruísta.

Ele apareceu várias vezes na TV depois de vídeos gravados por passageiros, ficou conhecido e ganhou um certificado de Honra ao Mérito pelo bom atendimento a idosos no Ceará. (foto abaixo)

Um dos vídeos mostra o motorista doando seu próprio lanche para um morador em situação de rua com fome. Em outro, ele para o ônibus para ajudar um cadeirante a atravessar uma avenida movimentada. E num terceiro vídeo, Marcos aparece ajudando uma idosa que estava perdida e chorando.

“Essa exposição na mídia me fez conhecer muita gente e é com elas que eu procuro ajuda para poder ajudar os outros”, disse.

Grupo do Luvinha

Até conseguir realizar o sonho, Marcos vai fazendo o que pode pela internet. Há 5 anos ele criou um grupo privado no Facebook chamado Grupo do Luvinha – um apelido que deram a ele por malhar usando luvas.

Como não tem formação em Educação Física, Marcos encaminha as pessoas que entram no grupo para academias parceiras dele.

“Eu tenho parceria com três academias e elas dão aulas experimentais para as pessoas que fazem parte do nosso grupo. É um estímulo para tentar tirar as pessoas do vício e praticar exercícios”.

A grupo tem quase 4 mil participantes no Facebook e Marcos calcula já ter ajudado mais de 1.300 pessoas, pelos números passados pelas academias parceiras.

Certificado que Marcos recebeu pelo atendimento a idosos np CE – Foto: arquivo pessoal
Certificado que Marcos recebeu pelo atendimento a idosos no CE – Foto: arquivo pessoal
Marcos Paulo, o Luvinha, indo para o trabalho - Foto: arquivo pessoal
Marcos Paulo, o Luvinha, indo para o trabalho – Foto: arquivo pessoal
Marcos Luvinha malhando na academia - Foto: arquivo pessoal
Marcos Luvinha malhando na academia – Foto: arquivo pessoal
Marcos Luvinha malha todo dia - Foto: arquivo pessoal

Marcos Luvinha malha todo dia – Foto: arquivo pessoal

Via: Só Notícia Boa