Hipertensos podem não conseguir tirar ou renovar a carteira de motorista

03/08/2018 às 09:01. Comente esta notícia!

A cada 100 pessoas que entram com o pedido de retirada ou renovação da carteira de motorista no Detran-PR, 25 são hipertensas e, destas, a maioria desconhece a doença. Os dados não são do órgão, mas da taxa de prevalência da doença cardíaca no país que, silenciosamente, coloca não apenas o motorista, mas todos que dividem as vias do tráfego com ele, em risco.

Foto: Pixabay

Na tentativa de identificar precocemente quem são essas pessoas e se certificar de que elas estão recebendo o tratamento adequado, os motoristas que procuram a renovação ou a primeira habilitação no Detran-PR passam por uma consulta com médico do tráfego, onde tem a pressão arterial aferida.

Caso estejam dentro do limite de 160/100 mmHg – embora seja um valor superior aos 120/80 mmHg preconizado, leva-se em consideração o estresse e nervoso do momento do exame -, os motoristas são liberados para receber a carteira de motorista. Acima disso, o médico pode reduzir o prazo de validade da carteira (que, em geral, é de cinco anos, pode ser reduzida a três, quatro, dependendo do critério do especialista) ou pedir pelo parecer de outro médico, cardiologista ou clínico.