Hemobanco de Curitiba pede ajuda

27/12/2018 às 08:16.

Quase 3,8 milhões de brasileiros foram avaliados pelos serviços hemoterápicos em 2017 e foram considerados aptos a fazer a doação de sangue. O dado inédito, divulgado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no fim de dezembro, mostra que 80% das pessoas que buscaram os hospitais e os centros de hemobancos puderam doar — e o seu sangue ajudou a salvar outras vidas.

Do perfil dos doadores, segundo informações inéditas da Anvisa, a maior parte era de homens (60,1%) e com idade acima de 29 anos (64,1%). Os tipos sanguíneos mais frequentemente identificados na etapa de testes sorológicos foram O + (43,1%) e A + (30,7%). Já o tipo sanguíneo AB é o menos encontrado entre os doadores brasileiros (0,73%).

Confira a matéria completa: Tribuna do Paraná