Ao Vivo

HC de Curitiba busca voluntários para estudo sobre perda de olfato pós-covid-19

12/07/2021 às 08:20.

Foto: Albari Rosa / arquivo Gazeta do Povo.

O Hospital de Clínicas (HC) de Curitiba está selecionando 100 voluntários para pesquisa que vai avaliar novas técnicas de tratamento da parosmia (perda de olfato) causada pela covid-19. A pesquisa do departamento de Otorrinolaringologia também vai analisar que tipos de substâncias há mais possibilidades de o paciente não sentir o cheiro após se infectar com o coronavírus.

Coordenador do estudo no HC, o médico otorrinolaringologista Yasser Jebahi explica que nos últimos meses vem aumentando o tempo em que os pacientes ficam sem o olfato após se curarem da Covid-19. Há casos que a fala de sensibilidade para cheiros chega a oito meses. “No começo da pandemia, as pessoas não ficavam tanto tempo sem sentir odores. Além disso, estamos tendo muitos casos de pessoas que voltam a sentir cheiros e depois pioram novamente”, ressalta.

“A parosmia não interfere só no cheiro, mas também no sabor dos alimentos. E ficar sem sentir odores pode pôr a pessoa em risco, como no caso de um vazamento de gás ou na exposição de alguma substância tóxica que a pessoa não vai perceber”, reforça.

Greca garante que não vai faltar leito se pandemia avançar na bandeira amarela
Jebahi explica que o estudo pretende testar mais opções além do treinamento olfativo clássico usado na reabilitação de pacientes. Ou seja, a equipe do HC vai utilizar mais variações de óleos essenciais além dos quatro já usados usualmente, que são os odores de rosa, cravo, eucalipto e limão.

“A ideia é encontrar formas de tratamento diferenciadas, com odores variantes desses óleos essenciais. É um aperfeiçoamento da técnica”, explica o médico do HC. Também serão testados odores do dia a dia de toda pessoa para ver quais são as substâncias que o paciente tem mais dificuldade de identificar pelo nariz após a covid-19.

Os testes serão com pacientes entre 18 e 60 anos que testaram positivo para coronavírus há menos de três meses e que estão com problemas olfativos há pelo menos um mês após o início dos sintomas da covid-19. Para se cadastrar como voluntário e ter mais informações sobre o estudo, o interessado pode entrar em contato pelo telefone (41) 99101-4122 seja por ligação ou WhatsApp, além do email icaro.pires@hc.ufpr.br.

Via: Tribuna Do Paraná