Grupos de apoio ajudam famílias em Curitiba

03/08/2017 às 13:14.

(Foto: Bigstock)

Todo primeiro domingo do mês, às 11 horas, um anfiteatro localizado em frente ao cemitério Jardim da Saudade abre as portas para famílias, amigos e grupos com uma característica em comum: todos perderam alguém importante e estão passando pelo processo de luto.

Sentados em círculo, a primeira conversa entre os participantes é mediada pela psicóloga Michele Maba, que sugere um tema, como as etapas do luto ou o impacto da meditação. Naturalmente, cada pessoa se abre e compartilha suas histórias de perda ao longo da uma hora e meia de conversa, em média.

 

Grupos de apoio e terapêuticos para pessoas enlutadas em Curitiba

Instituto Trilhar

O trabalho do Instituto Trilhar não se trata de um grupo de apoio, mas sim de um grupo terapêutico. Isso significa que são grupos pequenos, que recebem as orientações de um profissional de psicologia e têm um tempo delimitado. Ou seja, eles têm um início, meio e fim.

Geralmente, os participantes se reúnem em oito encontros e cada novo grupo é dividido por temas do luto. O próximo grupo, que terá início no dia 21 de agosto, tratará da perda gestacional e neonatal. Quem tiver interesse deve entrar em contato com o Instituto e passará por uma triagem, sem custo.

“Conversamos com a pessoa para avaliar se ela vai se beneficiar do grupo, porque temos esse cuidado. Às vezes a pessoa está em um luto muito recente ou com uma condição psíquica que, naquele momento, o grupo não vai ajudá-la, e pode até mesmo atrapalhar. Por isso fazemos essa triagem”, explica Mariana Cozer Bayer, psicóloga do Instituto. Passado pela triagem e os encontros marcados, cada encontro tem um custo de R$ 40.

Serviço

Instituto Trilhar

Reuniões: variam conforme a abertura de grupos.

Endereço: Avenida Visconde de Guarapuava, 2764. Cj 1412. Centro.

Telefone: (41) 3011-4848

Mais informações, aqui.

Grupo de Apoio ao Luto na Igreja das Mercês

O Grupo de Apoio ao Luto da Igreja das Mercês é aberto à comunidade, gratuito e não há necessidade de inscrição e nem a obrigatoriedade de presença.

Os encontros são semanais, realizados todas as quintas-feiras, às 15 horas, no Salão Paroquial da Igreja das Mercês e gratuitos.

O trabalho do grupo, embora seja realizado dentro do espaço da Igreja, não é restrito a esta religião, conforme explica Marisa Cremer, psicóloga responsável e coordenadora do grupo. “É uma reunião bem informal. Cada um conta a própria experiência, choram, enquanto isso eu vou explicando a parte mais científica, as fases do luto e cada um vai se encaixando de acordo com o momento que estão vivendo”, relata a especialista, que coordena o grupo de apoio ao luto há 12 anos.

As reuniões tendem a acabar depois de uma hora, em média, e a própria instituição oferece outras aulas que ajudam no processo, como as aulas de relaxamento e energização. “Tem dias que aparecem 10, 15 pessoas, mas tem dias que são só duas. Mas as reuniões são livres, é só aparecer, quem tiver o interesse”, reforça a psicóloga.

Serviço

Grupo de Apoio ao Luto da Igreja das Mercês

Reunião: todas as quintas-feiras, às 15 horas.

Endereço: Avenida Manoel Ribas, 966. Mercês.

Telefone: (41) 3222-9869

Mais informações, aqui.

Grupo Jardim da Saudade

Os encontros são realizados no anfiteatro em frente ao cemitério Jardim Saudade, localizado em Pinhais. São realizados todo primeiro domingo do mês, às 11 horas, e contam com a orientação da psicóloga especialista em luto Michele Maba.

Não é necessário fazer inscrição, nem agendamento. Os encontros são gratuitos e abertos à comunidade. Para participar, basta ir aos encontros.

Serviço

Grupo Vivendo o Luto

Reuniões: todo primeiro domingo do mês, às 11 horas

Endereço: Avenida Maringá, 3379. Jardim Atuba. Pinhais.

Telefone: (41) 3029-0001.

Mais informações, aqui.

Grupo de apoio do hospital Zilda Arns

Todas as terças-feiras pela manhã, a partir das 8h30, pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) se reúnem no hospital Zilda Arns, também chamado de hospital do Idoso, no grupo de apoio ao enlutado.

O grupo é gratuito, mas voltado apenas aos pacientes do SUS – embora esteja em estudo ampliar o público. O acompanhamento dos familiares geralmente começa quando os profissionais identificam a necessidade em pacientes internados na enfermaria ou na unidade de terapia intensiva do hospital do Idoso.

Embora as reuniões comecem às 8h30, quem for pela primeira vez pode chegar às 8 horas para conversar pessoalmente com a psicóloga que conduzirá a conversa do encontro.

Serviço

Apoio do luto no hospital Zilda Arns, ou hospital do Idoso

Reuniões: todas as terças-feiras, às 8h30

Endereço: Rua Lothário Boutin, 90. Pinheirinho.

Telefone: (41) 3316-5910

Mais informações, aqui.

Amigos Solidários na Dor do Luto

Todas às segundas-feiras, às 14h30, os participantes do grupo Amigos Solidários na Dor do Luto se reúnem em uma sala da ala de Psicologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR). O grupo se reúne semanalmente há 22 anos, 16 dos quais com o apoio da dona Zelinda de Bona.

“Tudo que é compartilhado é amenizado. O nosso maior objetivo, dentro do grupo, não é a palestra. É falar sobre o que você está sentindo. O grupo é todo ecumênico, então temos todas as religiões. E é tudo aberto, todo mundo respeita”, explica Zelinda, cuja perda do neto e depois do esposo foi amenizada pela participação no grupo.

Não há uma separação por temas e cada um pode compartilhar e comentar aquilo que precisar naquele momento. Professores de psicologia e alunos acompanham as reuniões e ajudam na condução das conversas. “A maior dor é você querer falar e ninguém mais querer te ouvir. O nosso objetivo é escutar quem chega lá”, reforça Zelinda.

Os encontros são gratuitos e não precisam de agendamento prévio.

Serviço

Amigos Solidários na Dor do Luto

Reuniões: todas as segundas-feiras, às 14h30

Endereço: Universidade Federal do Paraná – Praça Santos Andrade. Sala 118. Setor de Psicologia

Telefones: (41) 99910-0879 ou (41) 3252-5016 – falar com a d. Zelinda.

Mais informações, aqui.

Grupo de apoio ao luto na Paróquia Imaculada Conceição

Todas às quartas-feiras, às 20 horas, a paróquia Imaculada Conceição também abre as portas para um grupo de apoio a pessoas enlutadas.

O espaço também não exige inscrição, é gratuito e aberto a toda a comunidade. As conversas são conduzidas por uma psicóloga.

Serviço

Grupo de apoio ao luto na paróquia Imaculada Conceição

Reuniões: todas as quartas-feiras, às 20 horas

Endereço: Rua Dr. Alcides Vieira Arcoverde, 244. Guabirotuba.

Telefone: (41) 3296-3765

 

Fonte: Viver Bem