Greve geral promete parar Curitiba contra a Reforma Trabalhista

08/11/2017 às 08:12.

O ato é organizado por sete centrais sindicais e tem o objetivo de protestar contra a Reforma Trabalhista

Um movimento nacional promete “parar” o país na próxima sexta-feira (10). O ato é organizado por sete centrais sindicais e tem o objetivo de protestar contra a Reforma Trabalhista, que entrará em vigor dia 11 de novembro. Em Curitiba, algumas categorias já confirmaram presença na manifestação, mas outros – como a dos bancários – decidirão na noite desta terça-feira (7). Limpeza pública e transporte coletivo ainda não informaram a respeito da sua participação no ato.

Até o momento, o Sindicato dos Metalúrgicos confirmou sua presença na paralisação e promete realizar um evento pela manhã em todas as empresas de Curitiba e região metropolitana. Já a APP-Sindicato, responsável pelos trabalhadores da educação pública, iniciou a convocação dos professores de maneira voluntária. Segundo a entidade, a escolha dos educadores ode interferir no funcionamento das instituições de ensino.

Os técnicos administrativos da UFPR, UTFPR e os colaboradores do Hospital das Clínicas (HC) também afirmaram que paralisarão suas atividades em manifestação. De acordo com o sindicato responsável pela categoria (Sinditest-PR), apenas 30% dos funcionários continuarão ativos para atender a legislação.

Via: Tribuna do Paraná