Ao Vivo

Granizo destrói parte das plantações na RMC e preços das hortaliças devem subir

06/11/2020 às 08:26.

Ceasa Curitiba. Foto: Antonio Morte / arquivo Gazeta do Povo.

A forte chuva de granizo de terça-feira (5) trouxe muitos prejuízos na agricultura da Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Plantações inteiras de alface, rúcula, brócolis e couve das regiões de Mandirituba, Campo do Tenente e Colombo ficaram praticamente picotadas com a tempestade de gelo. Por causa dos estragos, os preços devem subir nos próximos dias.

De acordo com o diretor técnico da Ceasa Paraná, e gerente da Ceasa Curitiba, Paulo Ricardo da Nova, o impacto pode fazer com que o consumidor diminua as compras de hortaliças por um tempo. “Os produtos principais como tomate e batata estão vindo de fora, então não devem ser impactados. Mas alface, couve-flor, repolho e outras verduras vão subir os preços”, revela ele.

Apesar do provável aumento nos próximos dias, o preço das verduras nesta quinta-feira (5) ficou mais baixo. “Pessoal conseguiu salvar alguma coisa da chuva e está vendendo num preço mais baixo. Amanhã já eliminam esses produtos e o reajuste vem, com certeza, porque as verduras vão vir de fora”, explica o diretor técnico da Ceasa.

Com o forte impacto da chuva de granizo nas plantações, agricultores lamentam as perdas. Em Colombo, por exemplo, a Secretaria Municipal de Agricultura estimou um prejuízo acima de 50% na região. O jeito agora, é começar tudo do zero.

Estragos

A forte tempestade de granizo desta terça-feira (5) veio de repente no fim da tarde, acompanhada de nuvens escuras. Em pouco menos de 30 minutos, o gelo cobriu as ruas, quintal das casas, jardins e parques. Fotos impressionantes puderam mostrar o impacto da tempestade, que destelhou casas e destruiu construções e plantações.

De acordo com Instituto Tecnológico Simepar, o volume de chuva foi pequeno, cerca de 9 mm, e ventos moderados, de até 43,9 km/h. A Defesa Civil de Curitiba registrou 65 ocorrências de fornecimento de lona para residências que tiveram destelhamentos provocados por granizo. Segundo a prefeitura, a maior parte das ocorrências concentram-se nas regionais Bairro Novo, Boqueirão, Cajuru, Boa Vista, Tatuquara e Matriz.

Via: Tribuna Do Paraná