Ao Vivo

Gestante diagnosticada com câncer de mama recusa aborto e bebê nasce saudável

3 de julho de 2018

Uma norte-americana de 31 anos foi diagnosticada com câncer de mama dias depois de descobrir que estava grávida. Stacey Johnson, de Leawood, no Kansas, esperava o seu segundo filho e recebeu dos médicos a recomendação de abortar – mas recusou.

Foto: Reprodução/Youtube

“Compreendendo que meu caso era único, mas não conhecendo todas as opções, essa era uma primeira opção assustadora”, disse Johnson ao Centro de Câncer da Universidade do Kansas. Ela, que é enfermeira neonatal, buscou uma segunda opinião com a doutora Lauren Nye, oncologista da instituição, que lhe deu opções que não incluíam o aborto.

De acordo com a American Cancer Society, “mulheres grávidas podem tratar câncer de mama com segurança”, embora “os tipos de tratamento usados e a sua duração possam afetar a gestação”. A quimioterapia pode ser aplicada mesmo no segundo e no terceiro trimestre da gravidez. Cirurgias também são uma opção segura.