Funcionária convida cliente idoso para jantar depois de descobrir que ele não tinha amigos nem parentes

09/03/2017 às 11:35.
Funcionária convida cliente idoso para jantar depois de descobrir que ele não tinha amigos nem parentes

Ellie Walker é funcionária de uma das franquias da rede de supermercados Sainsbury.

No Natal passado, a funcionária do supermercado convidou um idoso solitário para jantar após ouvi-lo dizer que não tinha amigos nem familiares próximos. Edwin Holmes, de 86 anos, usou a sua melhor roupa para jantar com a funcionária do supermercado. Ellie foi às lágrimas quando viu o idoso vestindo terno e com um arranjo de flores para ela.

“Ele disse que foi seu primeiro encontro em 55 anos e que estava nervoso como um estudante”, disse ela. “Para mim, a parte mais importante do meu trabalho é falar com os clientes e saber como o seu dia está indo.”

Funcionária convida cliente idoso para jantar depois de descobrir que ele não tinha amigos nem parentes

A jovem trabalha no supermercado há três anos e conta que Edwin sempre está por lá, conversando com os funcionários. Os dois viraram grandes amigos e costumam se encontrar frequentemente para tomar um café e contar as novidades.

Funcionária convida cliente idoso para jantar depois de descobrir que ele não tinha amigos nem parentes

“Ele é sem sombra de dúvida o meu cliente favorito. Ele é o homem mais bonito e tão conversador. Eu pensei que se fosse meu avô que estivesse sozinho eu gostaria que alguém conversasse com ele. Eu o vejo regularmente agora e nos encontramos para o café. É bom poder conversar com ele.”

O ex-pintor e decorador Edwin disse: “O jantar me deixou muito feliz porque era inesperado e eu tinha companhia muito agradável.” O aposentado vive em um abrigo, não muito longe do supermercado. Ele perdeu a esposa em 2006, com quem foi casado por 45 anos. Ele não tem família nos Estados Unidos, pois sua filha e os dois netos vivem na Austrália. “Quanto a isso, foi o meu primeiro encontro em 55 anos, e eu levei as flores porque eu não ia ficar de mãos vazias.”

Via: Razões Para Acreditar