Filme de mafioso que viveu no Brasil concorrerá em Cannes

18/04/2019 às 18:11. Comente esta notícia!

Brasil terá quatro filmes representando o país no próximo Festival Internacional de Cinema de Cannes. Dois deles concorrerão ao prêmio principal, a Palma de Ouro, e outros dois serão exibidos na mostra alternativa “Um Certo Olhar”

Considerado uma das principais competições de cinema do mundo, o evento ocorrerá entre os dias 14 e 25 de maio e anunciou hoje (18 sua lista de obras selecionadas.

O diretor Kléber Mendonça Filho, que exibiu em Cannes seu filme “Aquarius”, em 2016, concorre novamente com seu novo longa, “Bacurau”, uma mescla de faroeste e ficção científica em pleno sertão nordestino.

Outro filme na briga pela Palma de Ouro é “O Traidor”, uma coprodução entre Brasil, Itália, Alemanha e França. Dirigido pelo italiano Marco Bellocchio, o longa narra a história real do mafioso Tommaso Buscetta, que se mudou para o Brasil e alcaguetou seus antigos companheiros da Cosa Nostra à Justiça.

Pela primeira vez na história, um membro da Cosa Nostra quebrou a lei do silêncio e revelou ao mundo o funcionamento interno da máfia italiana. Com as provas fornecidas por Buscetta, instalou-se o Maxi Processo que condenou cerca de 500 mafiosos à prisão, sendo 19 deles à prisão perpétua.

“Tommaso Buscetta é um personagem muito complexo. Eu tentei fazer um filme aberto e inclusive sua traição deve ser vista por esta ótica”, disse à ANSA Marco Bellocchio. “É um filme civil, mas sem ideologia nem retórica”, completou.

Fora da disputa pelo prêmio máximo de Cannes estão “A Vida Invisível” e “Port Authority”.

Via Terra