Filha que achou celular de pai em Brumadinho, faz cerimônia de cremação após ele ser encontrado

04/02/2019 às 16:55. Comente esta notícia!

Sebastião, desaparecido em Brumadinho, e a filha Giselle — Foto: Henrique Coelho/G1

 

O sofrimento de Giselle Duarte Pedrelina Santana Loures terminou como o de centenas de famílias em Brumadinho. Mais de uma semana depois do rompimento da barragem da Vale, seu pai, Sebastião Divino Santana, de 58 anos, foi velado e cremado.

A cerimônia ocorreu no cemitério Renascer, em Contagem, a pedido da família.

Giselle foi informada pelo IML de Belo Horizonte no sábado (2) da morte de seu pai, e não quis saber onde o corpo de Sebastião foi achado. Durante a semana, ela contou ao G1 que havia achado o celular do seu pai, mas ele ainda estava desaparecido.

Se a dúvida sobre o paradeiro foi resolvida da forma mais dolorosa possível, ela não tem dúvida sobre como proceder a partir de agora. Questionada se iria seguir com a ideia de fazer a Vale responder pelo homicídio de seu pai, ela apenas respondeu:

“Com toda certeza desse mundo”.

Fonte: G1.