Ao Vivo

Estudantes do Paraná conquistam medalha de ouro em Olimpíada de Astronomia

10/09/2021 às 08:25.

Medalha de ouro para estudantes de Ponta Grossa, no Paraná. Foto: Divulgação

O Paraná foi bem representado na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Cinco alunos de Ponta Grossa conquistaram a medalha de ouro e tiraram nota 10 nos exames: Anthony Valenga (2º ano do ensino fundamental), Livia Rodrigues (3º ano do ensino fundamental), Nicolas Iochucki (1º ano do ensino fundamental), Luiz André Duda (4º ano do fundamental) e Maria Sofia Noimann (4º ano do fundamental).

Os cinco são estudantes do colégio Elite. A premiação oficial está prevista para o mês de novembro. Os resultados saíram no fim de julho e as provas ocorreram em maio.

O evento tem como propósito fomentar o interesse dos jovens pela Astronomia, Astronáutica e ciências afins de uma maneira lúdica e cooperativa. Além dos próprios estudantes, a OBA mobiliza professores, coordenadores pedagógicos, diretores, pais, escolas, planetários, observatórios municipais e particulares, clubes de Astronomia, museus de ciências e outros locais que tratam desse universo.

Luiz Duda, que conquistou o ouro e gabaritou a prova, comentou sobre a alegria da conquista. “Fiquei muito feliz. Já tinha sido medalhista de bronze em 2020 e ganhei menções honrosas em anos anteriores, mas essa é a maior premiação que consigo. É muito legal participar da Olimpíada, pois tenho a chance de colocar em prática o que foi aprendido em sala de aula. Adorei estudar sobre os planetas”, conta Duda.

A OBA é realizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), entre alunos de todos os anos do ensino fundamental e do ensino médio. Na edição 2021, os participantes puderam fazer os exames de forma virtual ou presencial.

As provas foram compatíveis com os conteúdos abordados pela maioria dos livros didáticos do ensino fundamental e do médio e divididas em quatro níveis (nível 1: 1º ao 3º ano do fundamental; nível 2: 4º ao 5º ano do fundamental; nível 3: 6º ao 9º ano do fundamental e nível 4: ensino médio).

Os alunos do 9º ano que obtiveram notas maiores ou igual a nove e todos os alunos do ensino médio que tiraram notas maiores ou igual a sete foram convidados a participar do processo de seleção das equipes internacionais visando a Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA) e a Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (OLAA).

Via: Tribuna Do Paraná