Estudante tatua bilhete escrito pela avó que está se alfabetizando

08/11/2018 às 08:14. Comente esta notícia!

Quando a estudante Marcella Martins recebeu um bilhete escrito pela avó Gelsa Martins, de 73 anos, que começou a se alfabetizar recentemente, decidiu eternizar a mensagem de amor com a grafia dela em sua pele. Uma foto que mostra a tatuagem viralizou no Twitter. Desde o dia 23 de outubro, o post da jovem, que trabalha num shopping em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, recebeu mais de 40 mil curtidas.

— Fiquei satisfeita de saber que ela gosta de mim, muito satisfeita mesmo. Estou contente, fiquei orgulhosa! — afirmou Gelsa em entrevista na tarde desta quarta-feira.

“Com 12 anos ela teve que começar a trabalhar para ajudar na casa e não teve a oportunidade de estudar. Agora ela está aprendendo a ler e a escrever e ontem ela fez uma cartinha para mim, resolvi eternizar”, escreveu a neta na rede social.

A felicidade de Marcella ao receber o bilhete foi tão grande que ela não conseguiu explicar em palavras. Internautas a parabenizaram pela atitude.

— Ela chorou no telefone quando eu contei (da tatuagem) — disse a estudante de Jornalismo. — Contei agora para ela que saiu no EXTRA, ela ficou toda feliz, disse: “Que lindo minha neta, como você escreveu isso tudo? Que cabeça inteligente”. (Minha vó) disse que me ama também — completou Marcella.

 

“Coisa mais linda do mundo! Não tenho minha avó mais aqui, mas ela também aprendeu a ler e escrever já aposentada. Maior orgulho do mundo dela! Parabéns pela homenagem a sua avó!”, disse um usuário do Twitter.

“Nossa cara, esse tipo de história que mostra que tem gente que sempre persevera e mantém a boa vontade me enche o coração de alegria. Parabéns pra sua avozinha”, afirmou outra pessoa.

A autora do post contou ter ficado emocionada com a repercussão e disse que sua avó Gelsa “mandou agradecer todos vocês e desejou muita saúde”. Ela contou em seu perfil do Facebook um pouco mais sobre a história da mulher que tanto admira. A neta descreve sua avó como uma pessoa que batalha para ajudar aqueles que ama e persevera nos momentos difíceis.

“Minha avó sempre foi uma mulher muito guerreira. Com 12 anos ela tinha que trabalhar em casa de famílias, para poder ajudar a sustentar todos os seus irmãos e além disso ainda cuidava deles em casa. Ela sofreu muito na sua infância, mas nem por isso ela virou uma pessoa ruim ou ‘revoltada’ com a sua vida. Pelo contrário, minha avó sempre foi uma ótima pessoa que sempre ajudou as pessoas, sem ao menos pedir ou querer nada em troca”, disse Marcella.

Na publicação, a jovem relatou que Gelsa não teve a oportunidade de estudar, mas nunca desistiu de aprender a ler e a escrever, apesar de todos os obstáculos, como um recente câncer de pulmão que descobriu há alguns meses.

“Nossa família não esperava isso, ela tinha até parado de fumar, mas infelizmente o câncer já estava ali. Por sorte ele foi descoberto no início… Minha avó falava que ia morrer, que não aguentava mais e isso me deixava muito triste. O momento mais difícil para mim foi quando minha mãe raspou a cabeça dela (ela amava o cabelo dela). Mas graças a Deus nós conseguimos animar lá com o nosso amor e a união da nossa família e hoje minha avó já está com o cabelo lindo e está muito feliz”, escreveu.