Estes 11 sinais revelam que sua pele está sofrendo os efeitos do estresse

17/01/2019 às 17:19. Comente esta notícia!

 

Você sabia que o estresse dá sinais no corpo e, inclusive, na sua pele? Já percebeu que a cútis fica mais oleosa, sensível e até mesmo envelhecida quando você está mais estressada? Talvez não seja só impressão sua!

Segundo a doutora em dermatologia pela Universidade de Londres Regina Schechtman, membro da Academia Americana de Dermatologia, o sistema nervoso central e a pele têm a mesma origem embrionária e, por isso, há essa relação entre o que acontece no cérebro e a sua pele. A especialista já explicou ao VIX que é por isso que o estresse pode causar ou agravar problemas de pele.

Estresse se manifesta na pele

Com a liberação do cortisol em casos de tensão extrema, há diminuição de ácido hialurônico na pele, considerado um hidratante natural da cútis. Estudos recentes descobriram que altos níveis de nervosismo, inquietação e ansiedade poderiam, inclusive, acabar com a umidade e a função de barreira protetora da pele, deixando-a seca, sem viço, com aparência vermelha e até rachada.

São vários os problemas que podem ser desencadeadas por distúrbios emocionais, mas alguns deles só se manifestam em pessoas com predisposição genética, segundo a especialista Dra. Regina. Por isso, é importantíssimo acompanhamento profissional.

Entre as diversas formas que o estresse pode se manifestar na pele, estão as seguintes alterações:

  • Acne
  • Herpes
  • Caspa
  • Psoríase
  • Urticária
  • Vermelhidão no rosto
  • Descamação da pele
  • Coceira
  • Queda de cabelo
  • Suor excessivo
  • Vitiligo (em pessoas com predisposição genética)

 

Como combater os efeitos do estresse?

O primeiro passo para evitar estes problemas de pele causados pelo estresse é procurar acompanhamento psicológico para lidar com crises de estresse.

Além disso, é importante não deixar de lado os cuidados com a cútis, mantendo a rotina diária de limpeza e hidratação. Fazer exercícios físicos regularmente e reservar momentos para curtir um merecido descanso também ajuda na saúde da pele.

Outra recomendação é dormir bem, entre sete e oito horas por dia, já que o sono tem um papel importante na limitação do cortisol no organismo e, ainda, na regeneração celular da pele que foi danificada durante o dia.

 

 

Fonte:  Vix