Escola manda criança para casa por causa do cabelo

21/03/2018 às 08:56.

Layla tem apenas 8 anos e vai à escola com cortes de cabelo não usuais desde 2012. De repente, seus penteados se tornaram um problema

Layla e seu corte superestiloso (Foto: Reprodução)

Uma estudante de 8 anos foi mandada de volta para casa por causa de seu corte de cabelo, considerado “fator de distração” para os alunos da sala de aula. O imbróglio aconteceu em Fresno, na Califórnia, Estados Unidos, no início do mês e ganhou as manchetes dos veículos internacionais nesta semana.

Tara Sysaknoi, mãe de Layla, não entende o que pode ter acontecido, já que a menina costuma exibir cortes não convencionais de cabelo desde que conheceu pelo Youtube uma cantora em vídeo-tributo às vítimas do tiroteio da Sandy Hook School, em 2012. O corte que inspirou Layla era parecido: a cantora tinha as laterais da cabeça raspadas e exibia um coração feito a máquina.

Layla menor ainda, mas já com os cabelos estilosos (Foto: Reprodução)
A mãe desconfia que a atitude pode ser uma espécie de retaliação por parte dos professores. Uma semana antes, a menina tinha sido transferida de sala por conta de um incidente com um professor que a teria puxado pelos braços, o que lhe teria causado medo.

“É ok para os meninos cortarem o cabelo assim, mas não para ela”, disse Tara, que procurou o diretor da instituição. “Ela frequenta a mesma escola desde pequena; por que isso se tornou um problema agora?”, questionou. Ele concordou com a mãe que as regras de vestimenta da escola eram ridículas – rabos de cavalo, cores e raspados não usuais são proibidos. Mas ainda é preciso falar com o superintendente, o que ela ainda não conseguiu.

A menina voltou para a escola contra a vontade da mãe, já que Tara poderia ser presa ou levar multa, punições previstas nas regras da escola depois de três faltas não justificadas no ano.