Enem 2018: ‘Sair sem livro é como sair sem celular’, diz estudante do Paraná nota mil em redação

18/01/2019 às 16:53. Comente esta notícia!

 

A estudante Gabriela de Araújo, de 21 anos, que mora em Toledo, no oeste do Paraná, é uma dos 55 candidatos que tiraram nota mil na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Ela tenta uma vaga no curso de medicina.

O segredo para alcançar a nota máxima e também conseguir boas notas nas outras provas, conta, foi manter a calma, ler e escrever todos os dias. Na reta final, segundo ela, a dica é se dedicar a resolver exercícios dos exames anteriores.

“Sempre li e escrevi muito, por incentivo da minha mãe, que é professora de português. Escrevo todos os dias. Sempre estou com um caderninho por perto. E, sair de casa sem um livro é como sair sem celular”, contou.

Responsável pelas vendas online na livraria onde trabalha, Gabriela também está quase sempre conectada à internet. Outro fator que, segundo ela, ajudou com o tema da redação: “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”.

“Eu estava batendo nesta tecla fazia tempo. É um assunto do nosso dia a dia, desta nossa geração que gosta de ter tudo mastigado, inclusive no entretenimento. Quando a gente entra na Netflix, está tudo lá, e a gente consome o que oferecem”, comentou.

A prova de redação do Enem 2018 teve como tema a 'Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet' — Foto: Reprodução

Nas outras disciplinas, as notas variaram entre 600 e 750, o que de acordo com a estudante pode ser suficiente para se classificar pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2019. O prazo de inscrição no site do MEC começa na terça-feira (22) e termina na sexta-feira (25).

Esta foi a sétima vez que a estudante fez o Enem, mas é a primeira que vai tentar uma vaga em medicina. Gabriela já deixou os cursos de jornalismo, artes visuais e cinema. Neste ano, não prestou nenhum vestibular.

“Tinha muito medo de não conseguir entrar. Ficava olhando as pessoas passando. Até que no ano passado decidi e coloquei na cabeça que também sou capaz. Fui bastante desacreditada para o Enem, mas, fazer a prova tranquila parece que deu certo”, lembrou.

A instituição de preferência dela é a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), que tem o curso em Cascavel, vizinha a Toledo, onde a caçula de outros dois irmãos mora com a família.

O cartão do candidato comprova a nota mil em redação alcançada pela estudante Gabriela de Araújo — Foto: ReproduçãoO cartão do candidato comprova a nota mil em redação alcançada pela estudante Gabriela de Araújo — Foto: Reprodução

Fonte:  G1