Ao Vivo

Em sua primeira vez no Brasil, Pink canta grandes hits e faz show histórico no Rock In Rio

07/10/2019 às 11:44.

 

Em sua primeira vez nas terras brasileiras, Pink veio ao Rock In Rio para mostrar como se arrasa em um show super enérgico. Ela decidiu encerrar sua “Beautiful Trauma Tour” aqui, a turnê feminina mais lucrativa da década, e entregou um espetáculo cheio de hits e muita acrobacia!

Começando já arrasando, se pendurando em um lustre enorme e rosa para cantar “Get This Party Started”! E as coreôs, gente? Tudo! Ela então decidiu mostrar o vozeirão, dessa vez com os pés no chão, ao interpretar a poderosa “Beautiful Trauma”.

Se liga no vídeo da abertura!

 

 

 A galera gritou e cantou muito junto à americana. Já na passarela, mais próxima ao seu público, a diva fez todo mundo jogar as mãos para cima.

“Olá, finalmente! Obrigada demais por nos trazerem até aqui. É muito lindo como vocês disseram”

“Who Knew” chegou para os fãs que acompanham sua carreira desde o início. E a galera sabia a letra todinha. Afinal, como não amar uma canção maravilhosa como esta, né? A banda e os dançarinos ajudaram a cantora a criar um espetáculo maravilhoso.

Um mashup maravilhoso: “Funhouse” e “Just A Girl”. Com os telões todos bem coloridos, Pink voltou à cena e foi até os extremos do Palco Mundo. Foi animando a galera em todos os lugares possíveis, quem estava ali, não conseguiu ficar parado. Ah, e ela aproveitou para apresentar a banda – maravilhosos!

Aí ela veio de “Hustle”, com uma dancinha engraçada que até ensinou o pessoal. E então, quer mais piruetas? Pois bem, “Secrets” trouxe a diva e um dançarino voando pelo palco lindamente. Gente, como ela consegue fazer tudo isso e ainda arrasar num ao vivo? Fôlego, hein!

 

 

“Try”…aguenta coração. Toda de branco brilhante, Pink fez uma coreografia super intensa e impressionante – como a que vemos no clipe da canção. E se você queria ainda mais hits, “Just Give Me a Reason” veio com uma Pink desta vez usando um vestido preto longo. A galera gritando: “Oh oh!”, lindo demais. E para animar ainda mais o pessoal, se possível, “Just Like Fire”!

 

 

Depois passamos para um momento mais sério. Um vídeo introduziu a cantora falando sobre temas como: bullying, preconceitos, intolerância – coisas que Pink sempre se posicionou, tentando influenciar seus fãs a serem pessoas boas, gentis e corajosas: “Eu tenho de acreditar que mudar é possível”.

O hit “What About Us” veio para dar o tom do bloco do show. Conceito e coesão com sua obra: aclamação – o público vibrou a cada verso. Aí veio mais um momento para mostrar toda sua potência vocal em “Walk Me Home”.

“Vocês cantam muito bem, obrigada por cantarem comigo. A próxima música é uma de minhas favoritas do último álbum…ou do anterior ao último. Não sei, eu amo!”

A banda se juntou à artista na passarela e eles mandaram ver em “I Am Here”, que galera maravilhosa. Que energia, Pink! Ninguém ficou parado. Aí, ela desceu as escadas e deu o microfone para um fã, que contou como a cantora mudou sua vida e pediu seu namorado em casamento. Viva o amor!

 

 

E um dos momentos mais esperados chegou, uma das canções mais aclamadas da diva: “Fuckin’ Perfect”. Antes de entoar os primeiros versos, ela disse: “Se souberem a letra, por favor, cantem comigo. Se não souberem, inventem, faço sempre”. Mas ninguém precisou inventar nada, todo mundo vibrou e cantou tudinho junto! Arrepiante.

E então tivemos um áudio de um discurso feito pela cantora em uma premiação da MTV. Na ocasião, ela contava que sua filha de 6 anos estava sofrendo bullying por ser “muito feia e parecer como um menino”. Ao ouvir isso, Pink decidiu explicar para a pequena o porquê ela não deveria se importar com estas opiniões maldosas – e como fazem com ela o tempo todo. “Você não vê a mamãe lotando estádios ao redor do mundo?”!!!

Neste tom, veio mais um hino, “Raise Your Glass” entrou e o público pirou mais uma vez. No clima de maga animação, ela aproveitou para apresentar todos os seus maravilhosos, talentosos e incríveis dançarinos. Que pessoal talentoso, né?

“Blow Me” e “Can We Pretend” chegaram sob o coro da multidão quase como um aviso de que estávamos chegando a um fim do show. A galera gritou e se empolgou a cada trecho cantado pela artista.

E o fim chegou, um final feliz, alegre, animado e nas alturas! “So What”, uma das músicas mais conhecidas da americana veio para fazer um fechamento digno a esse show histórico. E ELA VOOU SOBRE O PÚBLICO! Foi incrível.

 

 

 

Fonte: Papel Pop