Em sua primeira vez no Brasil, Pink canta grandes hits e faz show histórico no Rock In Rio

07/10/2019 às 11:44. Tags: , , , . Comente esta notícia!

 

Em sua primeira vez nas terras brasileiras, Pink veio ao Rock In Rio para mostrar como se arrasa em um show super enérgico. Ela decidiu encerrar sua “Beautiful Trauma Tour” aqui, a turnê feminina mais lucrativa da década, e entregou um espetáculo cheio de hits e muita acrobacia!

Começando já arrasando, se pendurando em um lustre enorme e rosa para cantar “Get This Party Started”! E as coreôs, gente? Tudo! Ela então decidiu mostrar o vozeirão, dessa vez com os pés no chão, ao interpretar a poderosa “Beautiful Trauma”.

Se liga no vídeo da abertura!

 

 

 A galera gritou e cantou muito junto à americana. Já na passarela, mais próxima ao seu público, a diva fez todo mundo jogar as mãos para cima.

“Olá, finalmente! Obrigada demais por nos trazerem até aqui. É muito lindo como vocês disseram”

“Who Knew” chegou para os fãs que acompanham sua carreira desde o início. E a galera sabia a letra todinha. Afinal, como não amar uma canção maravilhosa como esta, né? A banda e os dançarinos ajudaram a cantora a criar um espetáculo maravilhoso.

Um mashup maravilhoso: “Funhouse” e “Just A Girl”. Com os telões todos bem coloridos, Pink voltou à cena e foi até os extremos do Palco Mundo. Foi animando a galera em todos os lugares possíveis, quem estava ali, não conseguiu ficar parado. Ah, e ela aproveitou para apresentar a banda – maravilhosos!

Aí ela veio de “Hustle”, com uma dancinha engraçada que até ensinou o pessoal. E então, quer mais piruetas? Pois bem, “Secrets” trouxe a diva e um dançarino voando pelo palco lindamente. Gente, como ela consegue fazer tudo isso e ainda arrasar num ao vivo? Fôlego, hein!

 

 

“Try”…aguenta coração. Toda de branco brilhante, Pink fez uma coreografia super intensa e impressionante – como a que vemos no clipe da canção. E se você queria ainda mais hits, “Just Give Me a Reason” veio com uma Pink desta vez usando um vestido preto longo. A galera gritando: “Oh oh!”, lindo demais. E para animar ainda mais o pessoal, se possível, “Just Like Fire”!

 

 

Depois passamos para um momento mais sério. Um vídeo introduziu a cantora falando sobre temas como: bullying, preconceitos, intolerância – coisas que Pink sempre se posicionou, tentando influenciar seus fãs a serem pessoas boas, gentis e corajosas: “Eu tenho de acreditar que mudar é possível”.

O hit “What About Us” veio para dar o tom do bloco do show. Conceito e coesão com sua obra: aclamação – o público vibrou a cada verso. Aí veio mais um momento para mostrar toda sua potência vocal em “Walk Me Home”.

“Vocês cantam muito bem, obrigada por cantarem comigo. A próxima música é uma de minhas favoritas do último álbum…ou do anterior ao último. Não sei, eu amo!”

A banda se juntou à artista na passarela e eles mandaram ver em “I Am Here”, que galera maravilhosa. Que energia, Pink! Ninguém ficou parado. Aí, ela desceu as escadas e deu o microfone para um fã, que contou como a cantora mudou sua vida e pediu seu namorado em casamento. Viva o amor!

 

 

E um dos momentos mais esperados chegou, uma das canções mais aclamadas da diva: “Fuckin’ Perfect”. Antes de entoar os primeiros versos, ela disse: “Se souberem a letra, por favor, cantem comigo. Se não souberem, inventem, faço sempre”. Mas ninguém precisou inventar nada, todo mundo vibrou e cantou tudinho junto! Arrepiante.

E então tivemos um áudio de um discurso feito pela cantora em uma premiação da MTV. Na ocasião, ela contava que sua filha de 6 anos estava sofrendo bullying por ser “muito feia e parecer como um menino”. Ao ouvir isso, Pink decidiu explicar para a pequena o porquê ela não deveria se importar com estas opiniões maldosas – e como fazem com ela o tempo todo. “Você não vê a mamãe lotando estádios ao redor do mundo?”!!!

Neste tom, veio mais um hino, “Raise Your Glass” entrou e o público pirou mais uma vez. No clima de maga animação, ela aproveitou para apresentar todos os seus maravilhosos, talentosos e incríveis dançarinos. Que pessoal talentoso, né?

“Blow Me” e “Can We Pretend” chegaram sob o coro da multidão quase como um aviso de que estávamos chegando a um fim do show. A galera gritou e se empolgou a cada trecho cantado pela artista.

E o fim chegou, um final feliz, alegre, animado e nas alturas! “So What”, uma das músicas mais conhecidas da americana veio para fazer um fechamento digno a esse show histórico. E ELA VOOU SOBRE O PÚBLICO! Foi incrível.

 

 

 

Fonte: Papel Pop