Em quatro anos, número de primeiras habilitações cai pela metade no Paraná

17/10/2018 às 10:29. Comente esta notícia!

Nos últimos quatro anos, o número de emissão de primeiras vias da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) caiu 49,4% no Paraná, segundo dados do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR).

Conforme o departamento, considerando os dados desde 2014, a maior queda foi registrada entre os primeiros oito meses de 2017 e 2018, quando houve 24% de redução. Foram 90,8 mil emissões neste ano, contra 120,2 mil no ano passado.

Segundo o Detran, a queda está relacionada com diversos fatores que levam os jovens a tirarem a carteira de habilitação das prioridades ao completar 18 anos, com outras opções de mobilidade.

“Tanto o transporte coletivo, o transporte público, quanto formas alternativas limpas de transporte, bicicleta, skate, patins, além dos aplicativos que naturalmente são cada vez mais presentes no nosso dia a dia”, afirma Farid Gelasco, coordenador de habilitação do Detran.

Além disso, conforme o departamento, a crise econômica também influenciou a queda, assim como a preferência pelo uso de aplicativos de transporte.

Prioridades

A estudante Giuly Biancato, de 20 anos, conta que prefere usar a bicicleta para se movimentar por Curitiba, cidade onde mora. Ela afirma que também percebe a tendência de deixar a CNH para depois entre os amigos.

“Não vejo mais tantos amigos com aquela vontade de ‘ah, fiz 18 anos, vou tirar carteira de motorista’. As pessoas estão pensando em outras coisas, em estudar, se formar primeiro”, relata.

Para os psicólogos existe ainda outro fator: os adolescentes estão chegando na vida adulta cada vez mais tarde e a carteira de habilitação tem deixado de ser prioridade.

“A pressão que a sociedade coloca em cima dele. Quais as atitudes que são esperadas a serem atingidas nesta idade, né? Pode ser que não seja mais adquirir um carro. Seja encontrar um emprego, sair de casa”, analisa a psicóloga Mariana Vieira.