Ao Vivo

Em dia de paralisação, ônibus e trens têm frotas reduzidas em Natal; homem fura bloqueio, atira e atinge advogado

28/04/2017 às 11:11.

O dia de manifestações que ocorre nesta sexta-feira (28) em todo o país contra as reformas trabalhista e previdenciária – projetos que estão em discussão no Congresso Nacional – começou tenso no Rio Grande do Norte. Nas rodovias federais que cortam o estado, manifestantes bloquearam o tráfego de veículos em seis pontos. Em um deles, na rotatória entre as BRs 406 e 101 Norte, que liga Natal aos municípios de Extremoz e Ceará-Mirim, na região metropolitana da capital, um advogado foi baleado.

Segundo a PRF, um carro furou o bloqueio e o ocupante do veículo atirou contra os manifestantes. O advogado, que caminhava pela rodovia, não participava do protesto. Atingido em uma das pernas e em um dos braços pelos disparos, ele foi socorrido para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, em Natal. Ainda não há informações sobre o estado de saúde da vítima. O atirador que furou o bloqueio conseguiu fugir. Ele estava em uma Pajero TR4.

O trecho bloqueado na rotatória foi liberado por volta das 9h. Em seguida, os manifestantes seguiram em caminhada pela BR-101 Norte em direção a Natal.

Ainda de acordo com a PRF, também foram interditadas uma rotatória de Extremoz, na BR-101 Norte, perto da fábrica da Ambev; e uma das faixas da BR-101, em frente ao supermercado Carrefour, no bairro de Candelária, Zona Sul de Natal. Neste caso, o bloqueio foi feito no sentido Ponta Negra-Centro. Em todos os pontos de bloqueio os manifestantes atearam fogo em pneus.

Por volta das 7h45, ainda segundo a PRF, os pneus foram retirados da BR-101, no trecho obstruído em frente ao Carrefour, e a rodovia novamente liberada.

Na BR-101, perto da Ambev, a pista foi desobstruída por volta das 8h40.

Em Mossoró, na região Oeste potiguar, petroleiros e trabalhadores terceirizados do setor que aderiram à paralisação deram às mãos, formaram uma ‘corrente humana’ e obstruíram a passagem de veículos nas duas faixas da BR-304. O ato terminou por volta das 9h e as pistas logo foram liberadas.

Em Currais Novos, região Seridó, manifestantes montaram um bloqueio no Km 174 da BR-226 e também impediram a tráfego.

Em Guamaré, na região salineira do estado, o km 31 da BR-406 também foi alvo dos manifestantes.

Nem a Polícia Rodoviária Federal nem os organizadores dos protestos estimaram a quantidade de manifestantes.

Ônibus

O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Rio Grande do Norte (Sintro) aderiu à paralisação nacional que acontece nesta sexta-feira. Com isso, apenas 40% dos ônibus que circulam em Natal e região metropolitana saiu das garagens, obedecendo determinação do Tribunal Regional do Trabalho.

Apenas os ônibus da Guanabara não deixaram as garagens da empresa logo que o dia amanheceu. Isso aconteceu por causa do bloqueio feito por manifestantes na rotatória entre as BRs 406 e 101 Norte. Por volta das 10h, depois que a rodovia foi desobstruída, os veículos começaram a circular gradativamente, atendendo ao mínimo de 40% determinado pelo TRT.

Os alternativos circulam normalmente. Com a frota reduzida no transporte público, a Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU) liberou para que táxis e ônibus fretados transitem pelos corredores exclusivos e façam lotação.

Linhas intermunicipais

Segundo a gerência da Rodoviária de Natal, os ônibus das empresas Jardinense, Expresso Cabral, Riograndense, Alves e Oceano foram recolhidos. Apenas a Nordeste está funcionando, mas a quantidade de viagens foi reduzida.

Trens

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias do Rio Grande do Norte (Sintefern) aderiu à mobilização. Por este motivo, o Sistema de Trens Urbanos de Natal informou que vai operar com número reduzido de viagens nas linhas Norte e Sul nesta sexta.

Confira abaixo os horários de funcionamento do sistema na Grande Natal:

Linha Norte (Natal/Ceará-Mirim): Ocorrerá uma viagem às 5h20 partindo de Ceará-Mirim com destino a Natal e outra às 18h40 partindo de Natal para Ceará-Mirim.

Linha Sul (Natal/Parnamirim): Ocorrerá uma viagem às 7h24 partindo de Parnamirim com destino a Natal e outra às 18h45 partindo de Natal para Parnamirim.

Polícia Civil e agentes penitenciários

Policiais civis e agentes penitenciários anunciaram que não trabalharão nesta sexta-feira. Apenas as delegacias de plantão das zonas Sul e Norte de Natal, e as delegacias de plantão no interior do estado, funcionarão.

No sistema carcerário, 30% do efetivo de agentes penitenciários continuará trabalhando para fornecimento de alimentação dos presos e serviços de socorros médicos ou emergências.

Escolas

Escolas públicas de Natal e da rede estadual não abriram os portões. Na rede particular de ensino da capital, como o Colégio Marista de Natal, Centro Educacional Maristela e Nossa Senhora das Neves, as aulas foram suspensas nesta sexta.

Bancos

No Rio Grande do Norte, os bancários também aderiram aos protestos. Em Natal, segundo o Sindicato dos Bancários, funcionam apenas os terminais de autoatendimento.

‘Greve geral’

A mobilização é um protesto contra as reformas trabalhista e da previdência, propostas pelo governo federal, e reúne trabalhadores de várias categorias.

Em Natal, manifestantes marcaram para se concentrar às 15h no cruzamento das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira, em frente ao shopping Midway Mall, na Zona Leste da cidade. Ainda não há confirmação para onde o grupo deve seguir.

Via:http://g1.globo.com/