Descubra os efeitos do cigarro na pele, no cabelo e nos dentes

29/08/2019 às 15:02.

Ei, você que ama fazer sua rotina de skincare, com máscaras faciais mil, velas perfumadas e cristais energizantes. Ei, você que faz hidratação no cabelo e só usa produtos de alta performance. Saiba que nada disso vai adiantar se você tem o hábito de fumar! Ah, lembra sabe substâncias tóxicas estão presentes em um cigarro? São mais de 4 mil – e todas elas influenciam negativamente na saúde do seu corpo, da sua pele, dos seus dentes, do seu cabelo…

Já que neste 29 de agosto é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Fumo, vamos te contar tim-tim por tim-tim todos os males que esse hábito causam na beleza. Atenta:

Na pele

Rugas, flacidez, manchas. Se essas três palavras te assustam, é hora de largar o cigarro. Fumar tem o poder de nos deixar com cara de mais velhas e cheeeeias de linhas de expressão ao redor da boca. “O cigarro afeta bastante o envelhecimento da pele. Um dos motivos são as substâncias contidas em sua formulação que fazem mal para o corpo, de forma geral, diminuindo a produção de colágeno e resultando no envelhecimento precoce e no aparecimento de linhas de expressão”, explica o dermatologista Dr. Alberto Cordeiro. “Já outro fator é pela excessiva movimentação dos lábios no ato de fumar, o que favorece o aparecimento de rugas já que há ação de hipertrofia musculatura perioral.”

Nos cabelos

Jogue suas tranças, Rapunzel – isto é, se você não fumar. O cigarro é um dos maiores responsáveis pela queda de cabelo, sabia? Tudo por culpa do acúmulo de nicotina que se aloja nas paredes das veias, reduzindo a circulação sanguínea e impedindo que os nutrientes cheguem até a raiz. “O cigarro é terrível para os fios! Entope a microvasculatura do corpo, ou seja, os pequenos vasos que irrigam tecidos, como a pele. Estima-se que 25% da microvasculatura dos fumantes fique comprometida, não tendo espaço para os nutrientes passarem. Lembrando que o folículo piloso do cabelo nasce do couro cabeludo, um pedaço de pele. Sendo assim, o cabelo não recebe a nutrição necessária como aminoácidos, proteínas e hormônios. Transformando o fio em termos de qualidade, mudando a espessura, diminuindo o brilho e ficando mais fino.”, explica a Dra. Ana Carina Junqueira. Com os fios opacos e ressecados, a consequência é o aumento do aparecimento de pontas duplas e escamação do couro cabeludo. “Os fios capilares também se danificam e ficam quebradiços, frágeis e mais propensos à queda por conta das substâncias do cigarro, que podem afetar os hormônios e a irrigação do bulbo capilar, fazendo com que ele pare de absorver nutrientes e vitaminas de maneira satisfatória”, afirma o Dr. Alberto.

Nos dentes

Dentes saudáveis, bem branquinhos e hálito de menta? O cigarro causa exatamente o oposto. “A fumaça do cigarro afeta o hálito e também diminui a o paladar, pois afeta diretamente as papilas gustativas. O hábito também traz malefícios estéticos, já que a nicotina pigmenta os dentes deixando -os com uma coloração mais amarelada, e em alguns casos, a longo prazo, também pode causar retração gengival.”, conta a Dra Thais Sampaio.

Via: Revista Glamour