Ao Vivo

Curso gratuito tem 320 vagas em Curitiba para formar mão-de-obra para restaurantes

17/06/2021 às 08:15.

Cursos são voltados tanto aos colaboradores como aos próprios empreendedores. Foto: Freepik

Estão abertas as inscrições para o projeto Mão na Massa, iniciativa do Senac-PR para a formação de mão-de-obra qualificada e a capacitação tanto de colaboradores como de empreendedores para a retomada dos negócios em bares e restaurantes no pós-pandemia. Ao todo são 320 vagas ofertadas gratuitamente para a formação de profissionais que atuam no salão, na cozinha e na administração, com o objetivo de reiniciar as atividades plenamente quando for possível.

Entre as formações gratuitas oferecidas aos colaboradores estão de serviços de cozinha, confeitaria para restaurantes, preparo de pães artesanais e serviços em alimentos e bebidas, ou seja, o atendimento do salão. Já para os empresários, as aulas são voltadas para a gestão dos negócios bares e restaurantes, operacional, mídias sociais, marketing e recursos humanos.

Os cursos têm duração variada e aulas presenciais para os serviços de cozinha e salão e remotas para os de gestão. De acordo com Talita de Andrade, assistente de gerente do Senac-PR, o projeto Mão na Massa foi pensado principalmente por causa dos impactos que a pandemia causou neste setor da economia.

“Essa classe teve muitas dificuldades com a pandemia, percebemos que muitas pessoas perderam seus empregos ou os empresários ficaram sem mão-de-obra qualificada. Assim, a intenção do Senac é qualificar esses trabalhadores e também ajudar os empresários na parte de gestão”, conta.

Os cursos ofertados com gratuidade são oferecidos após uma seleção que leva em conta a renda familiar mensal per capita de até dois salários mínimos. O cálculo da renda e a aplicação para a seleção podem ser feitas no site do Programa Senac de Gratuidade (clique aqui), e as aulas serão ministradas na sede central da instituição, em Curitiba.

Cursos

Cada curso oferecido tem 40 vagas disponíveis por formação, algumas divididas em uma ou mais turmas. As capacitações voltadas para os colaboradores são realizadas presencialmente com 40 horas de duração, iniciando no dia 5 de julho.

Já as formações voltadas aos empreendedores são realizadas através de vídeo-aulas em apenas uma turma com 40 vagas cada e cargas horárias que variam de 20 a 52 horas. As aulas começam no dia 19 de julho.

Em ambas as categorias de ensino, a duração medida é de uma a três semanas. Para Talita de Andrade, a escolha destas disciplinas se deu por conta das necessidades imediatas de cada uma das áreas de atuação na rotina dos bares e restaurantes.

“Foi feito todo um estudo e planejamento de demanda de mercado, assim os cursos de mão-de-obra são como um para cada área do restaurante”, diz.

O curso de serviços em alimentos e bebidas, por exemplo, traz toda a formação dos garçons e atendentes do salão. É o mesmo com as capacitações para os empresários, como o de gestão operacional de bares e restaurantes, em que o aluno irá aperfeiçoar os conhecimentos dos processos do estabelecimento.

A assistente ressalta que a capacitação é importante neste momento em que o mercado ainda está se recuperando, para que os estabelecimentos estejam prontos para a retomada plena dos negócios quando permitido.

Via: Tribuna Do Paraná