Ao Vivo

Curitiba fecha parceria com Dória e será uma das primeiras cidades a receber vacina

08/12/2020 às 08:14.

Vacina contra covid-19. Freepik

No dia em que o governador de São Paulo, João Doria, anunciou a data para começar a vacinação contra a covid-19 na capital paulista, a Prefeitura de Curitiba anunciou o acerto de uma parceria para ser uma das primeiras cidades a receber doses da Coronavac. O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira (7).

O governo de São Paulo anunciou que 4 milhões de doses da vacina desenvolvida pela Sinovac em parceria com o Instituto Butantan (SP) serão vendidas para outras regiões do país. Curitiba, capital do Paraná, é uma das primeiras capitais que fizeram reserva para compra da vacina.

A solicitação da compra foi feita pelo prefeito Rafael Greca. “Acabo de receber o telefonema do governador de São Paulo João Dória assegurando que ele aceita a oferta da parceria com Curitiba para imunização do nosso povo com as vacinas do Butantã”, afirmou Greca. A vacinação em Curitiba começará prioritariamente para profissionais de saúde.

“Se a Anvisa permitir renovo o meu interesse em adquirir esta (Coronavac) e qualquer outra vacina que for disponibilizada. Curitiba compactua ao esforço para que o Brasil tenha um amplo pano nacional de imunização da população para libertar o país o mais rápido possível desta provação”, declarou o prefeito Rafael Greca. “A inglesa, a norte-americana, a chamada chinesa, mas que é do Butantã que é um orgulho do Brasil da Fundação Oswaldo Cruz, e todas as outras que possam ser desenvolvidas porque os brasileiros todos merecemos para 2021”, acrescentou o prefeito.

Por fim Greca defende uma mobilização nacional para conter o avanço da doença. “O Brasil precisa de um plano nacional de imunização que venham todas as vacinas. Eu defendo que todas as cidades, todos os estados e o governo federal com grande ênfase, com prioridade absoluta, imunize todo o povo no menor tempo possível”.

As tratativas de quantidades de doses ainda serão definidas pela Prefeitura Municipal de Curitiba, que vai iniciar o plano de vacinação priorizando os profissionais de saúde da cidade.

A Anvisa ainda não liberou a aplicação da vacina no Brasil e qualquer ação de vacinação só irá acontecer após esta autorização.

Via: Tribuna Do Paraná