Ao Vivo

Conheça o bombom especial que médicos têm receitado para ansiedade e compulsão

16/09/2019 às 08:33.
bombom chocolate doces 0919 1400x800
Aleksandrs Samuilovs/Shutterstock

O chocolate já é a “saída” preferida de muita gente para uma série de problemas – e agora ele está, de fato, se aliando à saúde. Prescrito por médicos em uma versão manipulada, bombons fitoterápicos estão se tornando uma forma gostosa de aliviar problemas de ansiedade e outras condições – e a nutricionista Sarah Stroppa explica como.

“Bombom medicinal”: o que é?

Conforme explica Sarah, esta forma de medicar pessoas faz sucesso porque, além de surtir efeito sobre uma série e condições de saúde, também gera bem-estar e sacia a tão frequente vontade de comer um docinho ao final do dia. Isso porque, além do chocolate (com 70% de cacau na composição), os bombons fitoterápicos contêm ativos poderosos receitados pelo médico.

“A farmácia coloca os ativos prescritos pelo profissional solicitante, desde que eles possam ser submetidos a essa formulação sem perder as propriedades”, esclarece a nutricionista, ressaltando que estes ingredientes variam de acordo com o quadro de cada paciente e que a encomenda do produto só pode ser feita a partir da apresentação de uma receita elaborada por um profissional.

bombom chocolate comendo doce 0919 1400x800
Africa Studio/Shutterstock

O que e como eles tratam?

Os bombons medicinais podem ser utilizados para tratar uma série de males e, no caso dos recomendados por nutricionistas, podem até ter relação com o sobrepeso. Isso porque, segundo Sarah, eles costumam ser ideais para quem tem problemas de ansiedade, compulsão alimentar e síndrome metabólica – todos ligados ao ganho de peso e dificuldades para emagrecer.

Podendo surgir a partir da ansiedade, de problemas de autoimagem e até de dietas excessivamente restritivas (já que se privar de alimentos prazerosos o tempo todo frequentemente gera uma sensação angustiante), a compulsão alimentar faz com que a pessoa perca o controle sobre a alimentação, comendo em excesso mesmo sem estar com fome e, por consequência, ganhando peso.

Enquanto isso, a síndrome metabólica é um conjunto de fatores que elevam os riscos de o paciente desenvolver doenças cardíacas, derrames e diabetes e que tem entre seus principais agravantes a obesidade abdominal associada a resistência à insulina (quando o corpo passa a precisar de quantidades cada vez maiores deste hormônio para conseguir metabolizar a glicose).

ansiedade preocupacao tristeza 0419 1400x800
Zivica Kerkez/shutterstock

Para Sarah, uma combinação interessante de ingredientes à qual ela costuma recorrer para colocar nos bombons e tratar todos estes problemas citados é a de picolinato de cromo e o 5-HTP, dois componentes que, conforme explica a nutricionista, agem diretamente em questões hormonais e ligadas à sensação de bem-estar geral.

“O picolinato aumenta a sensibilidade à insulina, ajudando pacientes com resistência e diabetes tipo 2. Por estabilizar os níveis de glicose, ele também ameniza a fome e a compulsão por alimentos ricos em carboidratos, além de ajudar pacientes com colesterol alto por inibir a enzima-chave para a síntese dele”, diz ela, ressaltando que o 5-HTP, por sua vez, age no cérebro.

“O 5-HTP é um precursor da serotonina, neurotransmissor importantíssimo para a felicidade e o bem-estar. Devido à rotina estressante e ao fato de que esse transmissor tende a diminuir seus níveis por volta das 18h, a suplementação deste aminoácido melhora a ansiedade, gera prazer e, com isso, acaba por melhorar o quadro de compulsão relacionada à ansiedade”, explica.

Além dos componentes adicionados aos bombons tratarem estas diversas condições, Sarah lembra também que o chocolate em si – quando tem esta concentração de cacau em sua composição – também faz bem para a saúde. “[Esse chocolate] é rico em antioxidantes, melhora inflamações, a vascularização e o humor”, acrescenta a nutricionista.

Via: Vix