Ao Vivo

Conheça Mari Fernandez, a dona do hit ‘Não, Não Vou’

30/06/2021 às 12:17.

Com certeza você já deve ter visto a dancinha de ‘Não, Não Vou’ nas redes sociais. A música é da cantora Mari Fernandez, que com apenas 20 anos, já está entre as promessas do piseiro. Dona de um vozeirão, a cearense bateu um papo com a 98FM sobre a carreira. 

Mas, afinal, quem é Mari Fernandez? 

Natural de Alto Santo, no Ceará, Mari Fernandez toca violão desde os 8 anos, mas não tinha nenhuma pretensão de ser cantora. Aos 10 já soltava a voz na igreja começando a mostrar o sucesso pros amigos e pra família. 

“A inspiração vem de casa, prendi a tocar violão com meu padrasto e aos 15 anos já fazia minhas primeiras composições. Foi ali que percebi que queria a música na minha vida e comecei a estudar para ter uma carreira nesta área”, contou Mari. 

Hoje, aos 20 anos, a jovem, que já tem músicas suas na voz de artistas como Vitor Fernandes, Tarcísio do Acordeon e Eric Land, assume o seu enorme talento vocal. 

Seu primeiro álbum, ‘Piseiro Sofrência’ foi lançado em 10 de maio, com 10 canções, sendo três delas inéditas (“Amizade Colorida”, “Não, Não Vou” e “Agonia”). O hit “Não, Não Vou” é o responsável pelo crescimento na carreira.  

Sucesso de ‘Não, Não Vou’ 

Mari contou que ficou surpresa com a proporção de “Não, não vou”. Apesar de ter criado a coreografia da música para o TikTok, não pensava que se tornaria tão famosa. 

“Nossa intenção era só divulgar a música no TikTok, por isso criamos a dancinha. Mas, não imaginava que teria essa proporção. Ela é uma música “bala”, que tem melodia, tem letra. E quando ouvi sabia que ia dar certo. Eu coloquei muito sentimento quando gravei.” revelou Mari a 98FM. 

O clipe da música soma mais de 1,3 milhão de visualizações no YouTube, com apenas uma semana de lançado. Para prestigiar os fãs, ela fez um concurso. Os melhores vídeos com a challenge  da música foram parar no clipe. 

“Foi uma forma de abraçar os fãs e agradecer pelo sucesso de ‘Não, Não Vou’. As melhores dancinhas entraram para esse videoclipe que está mega especial.”, disse a cantora 

Confira o clipe:  

Representante Feminina no Piseiro 

Mari tem sido considerada uma das primeiras mulheres a se aventurar no piseiro. O ritmo, que ganhou espaço durante a pandemia, é uma derivação do forró e tem mais representantes masculinos como Barões da Pisadinha, Tarcísio do Acordeon e Zé Vaqueiro.  

A cantora acredita que tem espaço sim para as artistas femininas no piseiro. Mari torce para que mais mulheres representem esse gênero, que ela escolheu por ser a cara do nordeste. 

“Sempre gostei do piseiro, que é o novo forró. Decidi entrar neste estilo porque me favorece. Ele é a cara do meu Ceará, do meu nordeste. Mas, claro que dei meu toque nas músicas. Como sou apaixonada por sertanejo universitário, misturei um pouco dele nas composições.”  

Neste toque de estilo, Mari incorporou o sertanejo universitário influenciada especialmente por Marília Mendonça. 

 “Minhas influências musicais são muitas. Só que é nítido no meu jeito, no meu estilo, que eu tenho sim um carinho pelo trabalho da Marília Mendonça. Ela é uma grande referência e uma grande influência para mim na música”, contou Mari.

E os próximos passos? 

Em julho, ela lança o clipe da faixa “Agonia”, que também faz parte do álbum ‘Piseiro Sofrência’. Em agosto, Mari promete um novo álbum com mais músicas autorais. 

“Tenho trabalhado muito para que isso não seja só um momento, para trazer mais músicas boas para o meu público e os meus fãs. No momento, eu só penso em trabalhar e o futuro a Deus pertence. “, finaliza. 

Reportagem Alexandra Fernandes