Ao Vivo

Como é ser uma boa mãe? Mulher fala de cobranças na maternidade com texto lindo

27/07/2017 às 10:53.

“Garotas, eu preciso tirar algo da minha garganta”. É assim que a americana Karen Johnson, mãe de três crianças, começa o seu depoimento sobre o que é ser uma boa mãe. Exausta de nunca atender às comparações e aos julgamentos dos outros pais, Johnson fez um apelo público pedindo apenas uma coisa: mais apoio.

Desafios da maternidade

Mãe de três crianças com idades de oito, seis e quatro anos, Karen está longe de ser uma amadora quando o assunto é maternidade. Mesmo assim, isso não impede que comentários questionando (e até criticando) a criação de seus filhos sejam feitos. E o pior, isso parte de outros pais.

Angustiada com a situação que coloca os pais uns contra os outros, Johnson fez um apelo às outras mães em sua página do Facebook, “The 21st Century SAMH”.

Girlfriends, I got to get something off my chest.My house is never clean. Like ever. I have friends (with kids) whose…

Posted by The 21st Century SAHM on Wednesday, July 19, 2017

“Minha casa nunca está limpa. Nunca. Eu tenho amigas (com filhos) cujas casas são impecáveis. Elas são mães melhores do que eu? Não. Eu sou uma mãe melhor do que elas? Não. Eu malho todos os dias e tenho amigas que não fazem exercícios (quero dizer, outro que não seja correr feito louca atrás dos filhos). Isso faz de alguma de nós mães melhores? Não”, escreveu a americana.

Karen começou o seu post partindo de exemplos comuns e que passam quase de despercebidos quando questionados, como a limpeza das casas ou o fato das mães ficarem mais em casa ou fora durante o dia. De tão honesto, o depoimento viralizou na internet.

“Eu tenho uma amiga que deu à luz em uma piscina em sua sala. Eu tive meus filhos em uma cama de hospital depois de receber um presente da fada da peridural. Ambas somos boas mães. Eu bebo cerveja ou uma taça de vinho (às vezes, na frente dos meus filhos). Eu sou uma boa mãe. Minha vizinha e amiga não bebe. Ela também é uma boa mãe”.

Winter Break! All the kids! 2 weeks!

‎Posted by The 21st Century SAHM on‎ יום שלישי 20 דצמבר 2016

De um jeito descontraído e bem direto, ela vai quebrando um a um os estereótipos que atormentam as mães.” As mães que ficam em casa são melhores do que as que trabalham? NÃO. As mãe que trabalham são melhores do que as que ficam em casa? NÃO. Mães casadas são melhores do que mães solteiras? NÃO”.

Menos julgamentos

Em entrevista exclusiva ao VIX, Karen contou que a ideia do post surgiu porque ela estava cansada de tantos julgamentos vindos de pessoas próximas à ela. “Ser mãe já é algo muito difícil. Eu já fui muito julgada por ser uma mãe ‘helicóptero’ (que está sempre em cima dos filhos), mas também por não olhar os meus filhos bem o suficiente”, contou a americana.

O apelo conquistou muitos outros pais, que se reconheceram nas palavras de Karen. Mas, como era de se esperar, ela não ficou imune aos que discordaram de sua opinião. E, para ela, isso também não faz deles melhores ou piores pais do que ela. “Eu acho que uma mãe trabalha todos os dias para garantir que seus filhos sejam amados. Não temos um guia. Fazemos do nosso próprio modo, e tudo bem”, comentou.

Mães que trabalham fora, que são donas de casa, que preparam os alimentos ou as que compram no supermercado. Todas merecem ser reconhecidas pelos seus esforços. “Nosso mundo não seria melhor se nós déssemos apoio uns aos outros? Ou, pelo menos, se mantivéssemos nossos julgamentos para nós mesmos?”.

Via: Vix