Ao Vivo

Com hospitais lotados, Paraná corre para ativar leitos covid-19 e evitar o colapso

23/02/2021 às 08:18.

Foto: AEN.

Com recorde em internações por coronavírus pelo sexto dia seguido, o estado do Paraná totaliza 1.131 pacientes em UTIs SUS exclusivas para o tratamento da doença. Na região Oeste do estado, hospitais estão à beira do colapso. Com apenas seis leitos livres para dois milhões de habitantes, a situação preocupa as autoridades.

Em outras macrorregiões do Paraná, a pequena oferta de leitos é sinal de alerta. Todas as macrorregiões estão com ocupação de leitos acima de 89%, de acordo com o relatório de ocupação de leitos SUS covid-19 divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde deste último domingo (21).

Na região Leste, do total de 663 leitos 592 estão ocupados. Na Oeste, apenas seis do total de 210 leitos ainda estão livres. Na macrorregião Noroeste, 15 das 156 vagas de UTI continuam desocupadas. E na região Norte, dos 222 leitos, 197 estão sendo utilizados.

Ativação de leitos

Para evitar um colapso no sistema de saúde, o Estado ativou mais 62 leitos de enfermaria nas macrorregiões Leste e Oeste na última sexta-feira e sábado (19 e 20).

52 leitos foram ativados na sexta-feira: 15 estão no Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá; 15 no Instituto Nossa Vida, no município de Coronel Vivida; 12 no Hospital e Maternidade Jesuítas, no município de Jesuítas, e 10 leitos na Associação de Saúde, no município de Mangueirinha.

No sábado, mais 10 leitos foram ativados no Hospital Bom Samaritano, em Céu Azul, na região de Cascavel, macrorregião Oeste.

Capacidade atual

A Sesa desenha e organiza a ampliação da rede de leitos para atender pacientes em todas as regiões e nesta semana existe a previsão de ativação de leitos de UTI: 5 em Sarandi e 6 em Francisco Beltrão. Na sequência, a Sesa prevê a ativação de 10 leitos UTI em Maringá.

Atualmente, o Paraná tem 1.226 leitos de UTI adulto, 22 UTI pediátricas; 1.781 leitos clínicos para adultos e 34 clínicos para crianças.

Via: Tribuna Do Paraná