Ciclista pedala 3 mil quilômetros em campanha por pessoas com deficiência

26/11/2018 às 08:21. Comente esta notícia!

Pepe Fiamoncini atravessa cinco estados a fim de levantar fundos para as entidades dedicadas ao desenvolvimento de pessoas com deficiência por meio do esporte.

A vida de Pepe Fiamoncini gira em torno do esporte. Paraquedismo, mergulho, trilha, rapel, escalada e ciclismo estão entre as atividades que o jovem de 28 anos pratica. A sua aventura atual, porém, não é apenas para se divertir ou se exercitar. Pepe está pedalando 3 mil quilômetros, entre Porto Alegre e Rio de Janeiro, como forma de chamar atenção e levantar fundos para a prática de esportes por pessoas com deficiência.

O ciclista saiu da capital gaúcha no dia 1º de outubro. Passou por cidades como Novo Hamburgo, Gramado e Criciúma e alcançou Florianópolis em 21 de outubro. Passou por Blumenau no dia 3 de novembro, por Joinville no dia 11 e no dia 15 chegou a Curitiba, de onde partiu nesta segunda-feira (19/11) para Ponta Grossa. A ideia é chegar a São Paulo em 1º de dezembro e à capital fluminense na véspera do Natal.

“Sou muito agradecido por poder praticar todos os esportes que pratico e quero proporcionar isso a outras pessoas”, conta Pepe ao Sempre Família. “Quero que a mesma sensação que eu tenho de liberdade e de adrenalina pudesse ser experimentada pelas pessoas com deficiência”.

O esportista conta que a ideia veio a partir de uma conversa com seu coach, quando ele lhe disse: “É ruim quando acaba a luz, né, Pepe? A gente não pode carregar celular, não pode ver tevê, tomar banho quente… Mas a gente não agradece quando tem e só dá valor quando falta”. A partir daí, Pepe passou a dar mais atenção àquelas pessoas que dependem da nossa ajuda para praticar os esportes que ele pratica.

Durante o trajeto, Pepe arrecada doações nas ruas e parques, que serão destinadas a duas instituições que atendem pessoas com deficiência, contribuindo para o seu desenvolvimento através do esporte: a Associação Desportiva para Deficientes (ADD), sediada em São Paulo, e a Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação (ABBR), sediado no Rio. As doações podem ser feitas também através de uma campanha de financiamento coletivo, clicando aqui.

View this post on Instagram

Quais os seus problemas mesmo em praticar esporte? Esse é o Carlos. Ele perdeu a primeira perna aos 14 anos. começou a nadar e foi campeão em diversos campeonatos. Depois perdeu a outra perna e achou no esporte uma forma de continuar na ativa. Foi campeão catarinense, Brasileiro e sul-americano. Como se não bastasse teve que operar o ombro e ficou 4 meses parado sem poder mover. Esse dia, quem acompanhou nos stories, foi o primeiro dia depois da cirurgia dele que ele pedalou. Maior honra ter esse monstro pedalando cmg!! Bora vc pedalar comigo? Veja o roteiro no link da bio O convidei para dar uma pedalada pela cidade. Confira os vídeos no último post. #PedalePorAquelesQueAindaNaoPodem #pedal #handbike #pedaldainclusao #nevergiveup

A post shared by Pepe Fiamoncini (@pepefiamoncini) on

View this post on Instagram

Notícias quentes chegando!! Apesar do dia frio, a chuva não impediu de visitar um dos pontos turísticos mais famosos da capital Curitiba e caiu como uma luva o passeio antes de partir para o próximo destino. Mudei o roteiro e partirei sentido Ponta Grossa. 📌 Ópera de Arame foi inaugurada em 1992 e é hoje reconhecida internacionalmente pela sua arquitetura e por suas apresentações de grandes nomes da música mundial. Aproveito para lembrar que comprei algumas lembrancinhas pra vcs! Vou mandar para quem deixar um comentários na foto e se inscrever na promoção da @frootybrasil. Entrem no link da bio e se inscreva. Vou deixar apenas até amanhã. Aliás, só notícia boa!! Últimas semanas da promoção que vai te levar para o Havaí. Além de um dindin extra pra compras um rango (10 mil reais). #operadearame #curitiba #vidadeparça #turismobrasil #mtur #travelbloggers #amoacai #açaí

A post shared by Pepe Fiamoncini (@pepefiamoncini) on