‘Chá de construção’ vira moda entre noivos e lista de materiais viraliza nas redes

22/07/2019 às 16:04. Comente esta notícia!

Depois do chá de panela, chá bar e chá de lingerie, chegou a vez do chá de construção, que de uns tempos para cá tem se tornado cada vez mais comum entre os noivos. A ideia chamou atenção de internautas neste domingo. Se alastraram pelas redes socias imagens de um ambiente decorado para tal evento e de uma lista com os materiais solicitados e seus respectivos valores. Um post no Facebook chegou a alcançar 55 mil compartilhamentos.

Uma frase bem-humorada, colocada no final da lista dos itens pedidos, despertou risadas em diversos usuários da rede social: “Será fantástico ver alguém chegando com um saco de cimento”. No entanto, a história por trás deste chá não terminou conforme o esperado.

O texto foi originalmente publicado no perfil do Instagram @alembradeira no dia 30 de maio. A autora da imagem, Carol Morbidelli, de 36 anos, contou que o casamento sequer chegou a acontecer. A cerimônia estava marcada para novembro deste ano.

— Eu fiz a arte em março para esse chá de construção, mas acontece que o chá não aconteceu. Um mês antes a cliente tinha encomendado alguns itens personalizados, mas entrou em contato para avisar que descobriu uma traição do ex-noivo e acabou cancelando tudo — contou a artesã, que vive em Extrema (MG), a 479 quilômetros de Belo Horizonte.

A imagem pode conter: texto

Apesar deste final não ter sido dos melhores, há outras histórias de chás de construção que agradaram os noivos, como relataram as adeptas do evento Luanda Rosa, de 28 anos, moradora de Irajá, na Zona Norte do Rio, e Lilian Oliveira, de 38 anos, que vive em Itaboraí, na Região Metropolitana.

Luanda disse que, num primeiro momento, seu noivo estranhou a sugestão, mas depois topou e o casal fez um chá de construção em abril, tendo arrecadado um valor de quase R$ 1 mil.

— Foi muito divertido, coloquei coisas diferentes. A previsão é que a casa esteja pronta até ano que vem — contou.

Segundo ela, a iniciativa gerou revolta entre alguns dos convidados, mas de forma geral a família aceitou bem a ideia e se divertiu na festa.

Luanda Rosa e o noivo no chá de construção do casal

— Nossos familiares e amigos próximos acharam super diferente, até falaram “se não fosse diferente, não seria vocês”. Mas alguns “colegas” criticaram, dizendo: “Quer fazer casa nas custas dos outros”. Esses até cortamos do nosso grupo de amigos — afirmou a artesã, que está com casamento marcado para julho de 2020.

Também em abril, ocorreu o chá de construção de Lilian. A funcionária pública explicou ter optado por esse tipo de evento que antecede o casório porque as obras, iniciadas em dezembro de 2018, já estavam a todo vapor, mas ela e o noivo precisavam de apoio financeiro. Por isso, ela pensou em chamar amigos e parentes para ajudarem a levantar a residência onde o casal e o filho de 15 anos de Lilian planejam morar no próximo ano.

— Os amigos e familiares acharam muito diferente, uns acharam estranho, tipo, “chá de construção? Nunca vi” — contou, em meio a risadas.

Lilian Oliveira e o noivo em meio as obras da casa nova

Com casamento marcado para novembro de 2020, Lilian explicou que a construção começou com antecedência para a casa ficar pronta a tempo. Os trabalhos devem ser concluídos até dezembro, segundo ela. O chá de construção contou com a presença de 35 convidados e a arrecadação ficou em torno de R$ 700.

Via Jornal Extra