Ao Vivo

Centro é o bairro mais violento de Curitiba

03/05/2017 às 07:41.

Relatório divulgado nesta terça-feira (2) pela prefeitura aponta que, de 6.781 ocorrências registradas entre janeiro e abril, 1.131 foram na região central.

Centro é o bairro com o maior número de ocorrências atendidas pela Guarda Municipal neste ano em Curitiba, conforme dados do Mapa do Crime, divulgado nesta terça-feira (2) pela Secretaria Municipal da Defesa Social.

Centro é o bairro com mais ocorrências neste ano em Curitiba (Foto: Prefeitura de Curitiba/Arquivo)

Foto: Prefeitura de Curitiba/Arquivo

O levantamento aponta que houve 1.131 registros no bairro, entre janeiro e abril deste ano. Os dados envolvem as principais ocorrências registradas pela Guarda Municipal, assim como horários de maior incidência, percentual de prisões e flagrantes. Veja o Mapa do Crime completo.

Na sequência, os bairros mais violentos são o Sítio Cercado (462 ocorrências) e Cidade Industrial (CIC) (432). Os principais atendimentos da guarda são casos de roubos e danos ao patrimônio público (25%).

No total, foram 6.781 ocorrências na capital. Segundo a Guarda Municipal, mais de 90% das ocorrências atendidas foram diurnas e houve aumento das prisões em flagrante – de 62% somente na Patrulha do Transporte Coletivo.

Para o secretário da Defesa Social e Trânsito, Algacir Mikalovski, a ideia é usar os dados para cobrar resultados. “Os dados são apresentados aos inspetores chefes das regionais para cobrarmos resultados periodicamente”, explicou.

Regionais

A Regional Matriz, composta por 18 bairros, incluindo o Centro e o Centro Cívico, é a região com o maior número de ocorrências atendidas, ainda segundo o Mapa do Crime — 22% do total dos atendimentos foram na região.

Fazem parte da Regional Matriz os seguintes bairros: Ahú, Alto da Glória, Alto da XV, Batel, Bigorrilho, Bom Retiro, Cabral, Centro, Centro Cívico, Cristo Rei, Hugo Lange, Jardim Botânico, Juvevê, Mercês, Padro Velho, Rebouças e São Francisco).

Em segundo lugar no ranking está a regional do Boqueirão (11% das ocorrências), seguida por Boa Vista (11%) e Bairro Novo (8%).

Via: G1