Ao Vivo

Casal celebra processo de adoção com ensaio fotográfico

17/07/2017 às 08:31.

Com o sonho de se tornarem pais cada vez mais próximo, um casal de Bragança Paulista resolveu registrar a alegria do momento em um ensaio fotográfico na cidade. A diferença é que a ‘gestação’ do primeiro filho acontece por meio de um processo de adoção, o que inspirou o ensaio temático.

A ideia da adoção fez parte dos planos de Vani Pestana, de 37 anos, e Francisco Medeiros, de 35 anos, desde o começo do casamento, há seis anos. O desejo inicial era ter dois filhos biológicos e um adotado, mas algumas complicações de saúde fizeram o casal parar de tentar gerar um bebê. A partir daí, cresceu a vontade de ‘gerar um filho no coração’.

“A gente sempre costuma ouvir que é difícil o processo, mas boa parte da demora vem do preconceito das próprias pessoas”, disse Vani.

 Vani organizou o ensaio para poder lembrar esta fase da vida que vive com o marido. (Foto: Arquivo Pessoal/ Vani Pestana)

Vani organizou o ensaio para poder lembrar esta fase da vida que vive com o marido. (Foto: Arquivo Pessoal/ Vani Pestana)

Os dois deram início ao processo de adoção em novembro de 2016 e em março deste ano foram avisados que já tinham entrado na lista de cadastros. A partir do aviso, o próximo passo foi preencher a ficha de perfil do possível filho.

Os futuros pais não impuseram praticamente nenhuma restrição na procura pela criança. Para Vani, este foi um dos fatores que ajudou na agilidade do processo.

“Muitas pessoas querem adotar um neném loiro dos olhos azuis. Não tem problema nenhum, mas todas precisam de amor”

 Casal já está em contato com uma criança do interior de São Paulo. (Foto: Arquivo Pessoal/ Vani Pestana)

Casal já está em contato com uma criança do interior de São Paulo. (Foto: Arquivo Pessoal/ Vani Pestana)

Uma ligação de assistentes sociais ainda em março apresentou uma criança de oito anos do interior de São Paulo ao casal, o que alimentou ainda mais o antigo sonho. Os três já começaram a se aproximar e agora aguardam como a criança reagirá.

“A gente adota uma criança, mas o mais importante é ser adotado por ela”

O ensaio foi organizado pela própria Vani, que já tinha visto algumas ideias na internet. Ela preparou os acessórios e placas e contratou um fotógrafo. A ideia era compartilhar entre os amigos, mas o propósito das fotos teve uma repercussão inesperada para eles.

“As pessoas têm medo de adotar porque não conhecem a personalidade da criança, mas também não dá para saber como será a de um filho biológico. O medo aparece em várias etapas, mas a vontade de compartilhar nosso amor sempre foi maior”, completou ela.

(*) Colaborou João Mota

Casal sempre teve o apoio da família e dos amigos em adotar um filho. (Foto: Arquivo Pessoal/ Vani Pestana)

Casal sempre teve o apoio da família e dos amigos em adotar um filho. (Foto: Arquivo Pessoal/ Vani Pestana)

Os dois estão em contato com uma criança do interior do estado. (Foto: Arquivo Pessoal/ Vani Pestana)

Os dois estão em contato com uma criança do interior do estado. (Foto: Arquivo Pessoal/ Vani Pestana)

Via: G1