Carregar celular com carregador de tablet é bem mais rápido, mas danifica o aparelho?

25/08/2017 às 14:09.

MICHELGUENETTE/ISTOCK

Há um truque bem simples para carregar a bateria do celular mais rápido: usar um carregador de outro aparelho, como de um tablet, que ofereça uma corrente maior e se encaixe direitinho no seu celular.

Acontece que muita gente acredita que este método pode estragar ou viciar a bateria do celular e que, no fim das contas, o tempo economizado para carregar o aparelho pode representar um baita prejuízo financeiro. Será?

Entrevistamos o professor de Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e mestre em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo (USP) Décio Gazzoni para esclarecer esta dúvida.

Também nos baseamos em um material da Apple sobre o uso dos carregadores, divulgado em sua área de suporte ao consumidor.

 

Carregar celular com cabo de tablet

 

PRYKHODOV/ISTOCK

Não há contraindicação

 

Para o professor Décio L. Gazzoni, mais do que eficiente, o método de carregar o iPhone com o cabo do iPad, ambos produtos da Apple, por exemplo, não tem contraindicações conhecidas.

“Desconheço qualquer contraindicação à realização deste procedimento, independentemente da frequência com que seja realizado”, defende.

“Um aparelho como esse possui recursos de gerenciamento inteligente de carga, que fornecerão à bateria somente a corrente que ela tem capacidade de absorver”, pontua.

 

Mais energia

 

“O que acontece é que o carregador original do iPhone, de menor potência, nem sempre consegue fornecer a corrente máxima que a bateria teria condição de absorver naquele momento, enquanto o carregador do iPad consegue fornecer mais”.

Também há uma diferença bastante grande na corrente: enquanto o carregador do iPad é de 2.1 ampères, o acessório do iPhone possui 1 ampère.

Gazzoni destaca que ele mesmo só usa os carregadores de iPad para a bateria de todos os aparelhos da marca que tem em casa.

“Nem chego a desembalar os carregadores de menor potência que vem com o iPhone. Já passa da hora da Apple fornecer um carregador de maior potência para o iPhone; o modelo atual, de 5 W, poderia ser adequado nos primeiros modelos do aparelho, mas certamente é insuficiente nos modelos mais recentes”.

 

O que dizem as empresas?

 

Na página de suporte ao consumidor, a Apple explica que os adaptadores de alimentação dos aparelhos, ou seja, as caixinhas que são conectadas à tomada podem ser modificadas para o carregamento da bateria ser mais rápido.

“Um adaptador de alimentação USB de 12 W ou de 10 W carrega alguns dispositivos e acessórios da Apple mais rápido que um adaptador de alimentação de 5 W”, explica a marca.

A própria Apple, portanto, indica o uso e não menciona o fato de o hábito reduzir a vida útil da bateria.

Já a Motorola orienta seus usuários a usar o carregador que veio com o telefone, porque “os carregadores possuem capacidades de saída diferentes, e um carregador fraco levará mais tempo para carregar sua bateria”.

Não há, portanto, recomendação de não se usar um carregador mais potente.

Mas, como a tecnologia nem sempre é previsível, é bom desconfiar. Vale lembrar que os carregadores piratas não são recomendados para a bateria do seu aparelho.

Fonte: Vix