Cão é resgatado da lama em Brumadinho após 3 dias: voluntários comemoram

29/01/2019 às 08:16.

Voluntários, defensores dos animais comemoraram o resgate de um cão vira-lata da lama, após o desastre no Córrego do Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais.

O cãozinho estava preso no mar de rejeitos que tomou conta da região, após o rompimento da barragem, que deixou mortos, feridos e centenas de desaparecidos, na última sexta-feira, 25.

A ação foi a vitória do dia dos voluntários após a tentativa frustrada de retirar duas vacas da lama.Após três dias na lama, ele finamente foi retirado na manhã desta segunda.O animal foi levado para ser tratado e alimentado.

Ele é um vira-lata como os que estão por toda a zona rural de Minas. E parece ser o melhor amigo de alguém que os bombeiros acreditam estar soterrado no local.

“Ele passa horas parado no mesmo lugar e tenta impedir que se aproximem. E sabemos que há corpos nessa área. Achamos que o dono está lá”, afirma a veterinária voluntária Amélia de Oliveira.

O cão amava seu dono. E este, diz Amélia, certamente o amava também.

“Esse cachorro está muito bem cuidado. É forte”, conta ela.

Depois de ser alimentado e receber cuidados, o cachoro será solto para poder voltar a sua longa vigília no mar de lama da Vale, em Córrego do Feijão.

Ontem, após a Polícia Militar tentar impedir o resgate por medida de segurança, ativistas tentaram salvar uma vaca e um novilho que agonizavam na lama em Córrego do Feijão desde sexta-feira.

A vaca, exausta, após dias presa na lama sem água e comida, foi desenganada por veterinários e teve que ser sacrificada com uma injeção letal. Foi deixada na própria lama. O novilho aguardava ser salvo até a tarde desta segunda-feira.